Chery: greve dos funcionários completa 1 mês.

Imagem ilustrativa da notícia: Chery: greve dos funcionários completa 1 mês.

A greve dos metalúrgicos que trabalham na fábrica da Chery, em Jacareí, SP, completa um mês no sábado, 28. Durante todo esse período, a produção da fábrica dos modelos QQ e Celer permaneceu 100% parada. Uma audiência de conciliação entre as partes, no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, está marcada para a terça-feira, 31, em Campinas.

 

Na sexta-feira, 27, a Chery apresentou uma nova proposta para o Sindicato dos Trabalhadores de São José dos Campos. A entidade aceitou as condições e as levará para votação, junto aos funcionários da Chery, na próxima segunda-feira, 30 de outubro. A Chery informa ainda que realizou, em 13 de outubro, o pagamento do adiantamento salarial para os trabalhadores que não aderiram à greve. No dia 31 de outubro será realizado o pagamento para todos os colaboradores, incluindo aqueles que aderiram à paralisação.

 

Os trabalhadores reivindicam o mínimo de 3,73% de aumento salarial, renovação de todas as cláusulas do acordo coletivo, plano de cargos e salários e melhorias no convênio médico. Em negociação na quinta-feira, 26, a montadora ofereceu reajuste de 1,73% e propôs o fim da estabilidade no emprego para lesionados e a liberação da terceirização em todos os setores da fábrica.

 

Foto: Divulgação