Mais de 151 mil Argo, Mobi e Uno passarão por recall

Imagem ilustrativa da notícia: Mais de 151 mil Argo, Mobi e Uno passarão por recall

A FCA, Fiat Chrysler Automóveis Brasil, fará recall de 151 mil 480 veículos dos modelos Argo, Mobi e Uno por problemas no comando da chave de setas. O anúncio foi feito na quinta-feira, 14, e prevê “a atualização do software da central eletrônica do comando da chave de setas, uma vez que a eventual falha do componente poderá acarretar o não funcionamento das luzes das setas de direção sem a ciência do condutor, aumentando o risco de acidente, com consequentes danos físicos e materiais ao condutor, aos passageiros e a terceiros”.

 

O tempo de reparo é de aproximadamente 1 hora e os proprietários devem agendar sua visita previamente na concessionária Fiat de sua preferência.  Agendamento e mais informações estão disponíveis no site www.fiat.com.br

 

Os modelos que fazem parte do recall são Mobi, ano/modelo 2016 a 2018, Argo, ano/modelo 2017/2018, e Uno, ano/modelo 2014 a 2018, em todas as versões. Este é o segundo recall do Argo em uma semana. Na quinta-feira, 7, a FCA convocava todas as modelos unidades Argo produzidas por problemas no airbag.

 

Toyota – A Toyota também convocou, na quinta-feira, 14, os proprietários de 42 unidades do Lexus CT200h para a substituição do conjunto do tanque de combustível. O agendamento do reparo deve ser feito em uma concessionária a partir de 22 de janeiro.

 

No comunicado a empresa informa ter constatado "a possibilidade de haver uma falha na solda entre o tanque de combustível e o tubo de entrada do bocal de abastecimento. Em decorrência desta falha há risco de vazamento de combustível e, consequentemente, de incêndio, que poderá causar danos materiais, lesões físicas graves e até mesmo fatais aos ocupantes do veículo e terceiros".

 

Mais informações estão no site www.lexus.com.br/pt/contact-us/book-a-service.html.

 

Mercedes-Benz – Na quarta-feira, 13, a Mercedes-Benz anunciou recall dos veículos Classe E 250 Avantgarde fabricados em agosto de 2016 por falha no cinto de segurança traseiro, lado esquerdo. Em comunicado informou que os agendamentos, em concessionárias, devem ser feitos a partir de 20 de dezembro para substituir o cinto.

 

A empresa informou ter constatado "a possibilidade de o deflagrador do cinto de segurança traseiro, do lado esquerdo, apresentar inconformidade técnica. Esta falha pode, em situações remotas, fazer com que o cinto se segurança não seja regularmente ativado em hipótese de colisão do automóvel. Estas circunstâncias aumentam o risco de dados físicos e materiais aos ocupantes do veículo ou terceiros".

 

Mais informações no site www.mercedes-benz.com.br.

 

Foto: Divulgação.