FCA foi a montadora que mais tomou recursos do BNDES

Imagem ilustrativa da notícia: FCA foi a montadora que mais tomou recursos do BNDES
CompartilheFinanciamentos
18/01/2019

São Paulo – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou na sexta-feira, 18, a lista das cinquenta empresas que mais tomaram seus recursos de 2004 até o ano passado, parte do seu plano de ampliar a transparência de suas ações diante da opinião pública. Sete montadoras integram esse ranking, que considera o total contratado por CNPJ e inclui o apoio à exportação na modalidade pós-embarques – aquela em que o tomador de recursos é o exportador brasileiro, mas quem adquire o bem ou o serviço é o devedor.

 

A lista é liderada pela Petrobras, seguida da Embraer. Do setor automotivo a empresa que mais tomou recursos foi a FCA, décima no ranking geral, com mais de R$ 10 bilhões no período.

 

Seguindo na indústria, a Mercedes-Benz, com R$ 5,9 bilhões, foi a segunda maior tomadora de recursos e vigésima-sétima no geral. Um posto abaixo, tanto no geral quanto no recorte do setor, ficou a CNH, com R$ 5,8 bilhões.

 

A Ford foi a quarta empresa do setor que mais contraiu financiamentos do banco de fomento, com R$ 5,5 bilhões – trigésima-primeira no ranking geral. Com R$ 4,8 bilhões e a trigésima-oitava posição ficou a Volkswagen.

 

Completam a lista de montadoras a Renault, que contraiu R$ 4,1 bilhões em empréstimos do BNDES e ficou na quadragésima-quarta posição geral, e a Scania, quinquagésima do ranking por pegar R$ 3,7 bilhões em financiamentos.

 

Em um recorte mais recente que contempla o período de 2015 a 2018, as empresas do setor automotivo aparecem mais bem posicionadas. A FCA segue como a maior cliente da indústria e sobe para a sétima posição no geral, com R$ 1,8 bilhão em recursos tomados. A VW sobe para o décimo-segundo degrau, com R$ 1,5 bilhão, e a Renault aparece na décima-sexta posição, com R$ 1,2 bilhão em financiamentos contratados do banco de fomento.

 

Foto: Divulgação.