Metalúrgicos da Ford cobram investimento no Taboão

Imagem ilustrativa da notícia: Metalúrgicos da Ford cobram investimento no Taboão

São Paulo – De olho nas ameaças da outra fabricante com sede em Detroit aos seus funcionários o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC convocou, para a manhã de terça-feira, 22, manifestação na frente da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo, SP, no bairro do Taboão, para cobrar novos investimentos na unidade.

 

Graças a acordo coletivo assinado em abril do ano passado os trabalhadores da fábrica do Taboão têm estabilidade até novembro. De acordo com comunicado divulgado pelo sindicato esse foi o prazo definido para que trabalhadores e empresa discutissem o futuro da unidade, que atualmente produz caminhões e o New Fiesta. Houve, no período, estudo para um novo projeto, sem continuidade.

 

Para o presidente do sindicato, Wagner Santana, é importante retomar essas negociações logo no começo do ano. Disse ele em nota: “Essas discussões são longas, os processos de negociação com as montadoras são trabalhosos. Não podemos deixar para discutir no segundo semestre, próximo ao término do acordo”.

 

Paralisação – Na fábrica de Taubaté, SP, os trabalhadores entraram em greve nesta segunda-feira, 21, por tempo indeterminado. De acordo com o sindicato dos metalúrgicos da região, a paralisação foi adotada como represália à demissão de doze funcionários, uma medida de controle de excedente de mão de obra. A entidade informou, ainda, que não houve produção no segundo turno da segunda-feira.

 

Foto: Divulgação.