Produção de aço cresce em março

Por Bruno de Oliveira

- 02/05/2017

A produção de aço bruto no Brasil chegou a 2,9 milhões de toneladas em março, segundo balanço da Worldsteel, associação mundial dos produtores do metal, divulgado na segunda-feira, 24 –na comparação com março do ano passado este volume é 13,7% maior. Com relação a fevereiro a alta foi de 10,8%. No contexto global, entretanto, a indústria nacional diminuiu sua participação em março com relação a fevereiro, passando de 2,1% para 1,9%.

O aumento verificado no período é creditado à expansão da demanda interna. Este cenário, aliado à expectativa de retomada na produção de veículos no País, terceira indústria que mais consome aço no Brasil, pode criar reflexos nas empresas que atendem diretamente ao setor. Para Francis Bassi de Melo, sócio da Açovisa, empresa que atua na distribuição de aços especiais, os principais mercados que consomem esse tipo de insumo pararam de cair: “Em 2016 faturamos 4,5% a mais. Numa visão otimista, podemos chegar a 13% de aumento neste ano”.

A empresa tem um modelo de negócio baseado na distribuição autorizada de aços especiais produzidos pela Gerdau. São chapas e perfis laminados para aplicação em eixos, engrenagens e implementos de veículos pesados. Dada a sinalização de aumento da produção no País, este ano, a Açovisa investirá na expansão de suas atividades em regiões onde possui clientes estratégicos.

Atualmente a empresa possui unidades em Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, com trezentos funcionários. Até o fim do ano serão mais quatro unidades: “Ampliaremos a participação em São Paulo e no Sul, onde atendemos empresas sistemistas da Marcopolo, por exemplo”.

Mundo – A produção global de aço bruto totalizou 144 milhões 95 mil toneladas em março, 4,6% de crescimento com relação ao mesmo mês do ano passado. Sobre fevereiro a alta foi de 14,5%. O uso de capacidade das usinas no mundo todo atingiu 72,7% no mês passado, maior patamar desde junho de 2015. Em março de 2016 o índice era de 70,5%, e em fevereiro deste ano chegou a 70,7%.

Maior produtora, consumidora e exportadora de aço do mundo a China registrou volume de produção de 72 milhões de toneladas, avanço de 1,8% na comparação anual. Nos Estados Unidos o aumento em março foi mais tímido, de 3,4% na comparação anual, para 7 milhões de toneladas. Sobre fevereiro, quando os volumes ainda estavam baixos, a alta foi de 10,1%.