FCA e BMW juntas em autônomos

O Grupo BMW, a Intel e a Mobileye assinaram, na quarta-feira, 16, memorando de entendimento com a FCA, Fiat Chrysler Automóveis, que se tornará a primeira montadora a se juntar ao grupo para desenvolver plataforma líder de condução autônoma, em nível global.

 

Essa parceria de desenvolvimento pretende alavancar os pontos fortes, capacidades e recursos de cada empresa para melhorar a plataforma de tecnologia, aumentar a eficiência de desenvolvimento e reduzir o tempo de lançamento para o mercado. Engenheiros trabalharão em conjunto, na Alemanha e em outros locais, a fim de facilitar o processo. A FCA contribuirá para a engenharia, recursos técnicos e conhecimentos, alcance geográfico e sua longa experiência na América do Norte.

 

Sergio Marchionne, CEO da FCA, disse que para alcançar avanços na tecnologia de condução autônoma é vital formar parcerias dos fabricantes de automóveis com os que fornecem a tecnologia: “Integrarmos esta cooperação permitirá à FCA se beneficiar diretamente de sinergias e economias de escala que são possíveis quando as empresas se unem com uma visão e um objetivo comum”.

 

Em julho do ano ´passado o Grupo BMW, a Intel e a Mobileye anunciaram que uniriam forças para tornar os veículos autônomos uma realidade, contribuindo para o desenvolvimento de soluções de condução altamente automatizadas, nível 3, e condução totalmente automatizada, nível 4/5, para produção em 2021. Desde então têm trabalhado na concepção e no desenvolvimento de arquitetura que pode ser usada por vários fabricantes de automóveis em todo o mundo, mantendo as identidades de marca de cada empresa.

 

Essa cooperação continua em ritmo constante, com o objetivo de colocar nas ruas quarenta veículos de teste autônomos até o fim do ano. Também espera se beneficiar dos dados e da aprendizagem obtidos como resultado da frota de cem veículos de teste de nível 4 anunciada recentemente pela Mobileye, uma empresa do grupo Intel, demonstrando o benefício de escala dessa abordagem colaborativa.

 

Harald Krüger, presidente da BMW afirmou que a parceria com a FCA fortalecerá o desenvolvimento da solução mais relevante e avançada de nível 3 a 5 como resultado dessa colaboração global: “Os dois fatores fundamentais para o êxito da cooperação são a excelência sem compromisso no processo de desenvolvimento e no alcance da nossa plataforma de condução autônoma”.

 

Para Brian Krzanich, CEO da Intel, o futuro do transporte depende de que os líderes das indústrias automotiva e da tecnologia trabalhem juntos para desenvolver uma arquitetura que os fabricantes de automóveis em todo o mundo possam adotar e personalizar: “Estamos mais perto de entregar os veículos autônomos mais seguros do mundo”.