GM anuncia demissões e fechamento de fábricas

São Paulo – A General Motors anunciou na segunda-feira, 26, seu maior plano de reestruturação desde que foi resgatada pelo governo dos Estados Unidos, há dez anos. Segundo informações de agências internacionais, serão fechadas ao menos duas fábricas de veículos em seu país-sede e outras duas fora da América do Norte.

 

Diversos modelos também deverão sair de linha, incluindo o Chevrolet Cruze.

 

As fábricas que deixarão de produzir veículos serão as de Ohio e o complexo Detroit-Hamtranck, em Michigan, além da unidade de Ontario, no Canadá. Sem novos projetos, as fábricas de componentes de Baltimore, Maryland, e Michigan também correm riscos de serem fechadas. A GM não sinalizou quais as unidades fechadas fora da América do Norte.

 

A empresa quer reduzir também seu quadro de funcionários em 15% -- quase 8 mil pessoas -- sendo que 25% dessas demissões será em cargos executivos.