Mercado de caminhões turbina produção da Cummins

Imagem ilustrativa da notícia: Mercado de caminhões turbina produção da Cummins

São Paulo – A recuperação da indústria brasileira de caminhões e chassis de ônibus ajudou a alavancar o ritmo de produção da unidade da Cummins de Guarulhos, SP. De janeiro a junho saíram das linhas de montagem 22 mil motores, volume 60% superior ao do primeiro semestre do ano passado. A Cummins ganhou participação ao equipar novos produtos como o Ford Cargo Power, com o motor ISB 6.7 e o turbo Holset, e os Volkswagen Delivery com os motores ISF 2.8 e 3.8, turbos, filtro e o sistema pós-tratamento.

 

“A cada três caminhões vendidos no Brasil um tem motor Cummins”, disse Luís Pasquotto, presidente da Cummins do Brasil. “Em ônibus temos 25% das vendas”.

 

O presidente lembrou porém, que não bastou apenas a aceleração das linhas das fábricas, que ainda operam abaixo da metade do ritmo de 2011: todo o dever de casa praticado pela empresa nos últimos anos, que consumiram R$ 400 milhões em investimento para, dentre outras coisas, aprimorar a produtividade, fez com que a operação brasileira conseguisse caminhar bem mesmo com a nova realidade do mercado, de menor tamanho.

 

“Precisamos apertar o cinto, mas sem perder o cliente. Estamos com 100% do fornecimento de motores para caminhões e ônibus da Agrale, que usam tecnologia Euro 5, tanto no Brasil quanto na Argentina”.

 

Como o segundo semestre do ano passado foi mais acelerado do que o primeiro a perspectiva de crescimento da produção para este ano é de 40% a 45%. Outras novidades em termos de produtos deverão ser divulgadas, segundo Luís Pasquotto, que não forneceu pormenores.

 

Foto: Divulgação.