Para melhorar a qualidade, fornecedor ajuda fornecedor

Imagem ilustrativa da notícia: Para melhorar a qualidade, fornecedor ajuda fornecedor
CompartilheFornecedor
14/12/2018

São Paulo – A General Motors desenvolveu um trabalho especifico para aprimorar a qualidade de fornecedores que não atendem às suas ousadas metas de PRR, Problem Reporting and Resolution – nomenclatura usada pela empresa para o também conhecido PPM, Parte Por Milhão. A ideia é reunir grupos de 25 a 30 fornecedores ao longo de um ano para, com a consultoria dos que atendem às metas, melhorar a qualidade de seus processos e produtos.

 

Segundo Manoel Rego, diretor de engenharia de qualidade e desenvolvimento de fornecedores da GM América do Sul, a meta traçada é registrar, no máximo, cinco PRRs em seis meses. Considerada toda a base de fornecedores, 90% trabalham dentro desse plano. O programa é voltado aos 10% que ainda não alcançaram esse índice.

 

“Nada precisa ser inventado: a qualidade que exigimos já existe. Então decidimos mostrar a estes fornecedores como é possível alcança-la, usando como exemplo outros que já estão dentro da meta. Tivemos casos de fornecedores que, após passar pelo programa, difundiram o conhecimento para as suas fábricas e conseguiram zerar o número de reclamações que recebia de nossas plantas”.

 

Esse trabalho, além de reduzir as perdas por falta de qualidade, ajuda a manter os fornecedores dentro da lista de parceiros para futuros projetos. Segundo Rego, os que não melhorarem o índice ficarão de fora dos novos negócios.

 

“Para serem pelo menos considerados para os futuros lançamentos, eles têm que estar dentro dessas metas de aprovação. E esse nível ficará cada vez maior, porque para ser parceiro da GM hoje é preciso ter foco em qualidade”.

 

Foto: Divulgação.