Reestruturação deixou Pederneiras mais competitiva

Imagem ilustrativa da notícia: Reestruturação deixou Pederneiras mais competitiva
CompartilheMáquinas e Equipamentos
26/02/2019

Pederneiras, SP – A Volvo CE passou por processo de reestruturação em sua fábrica de Pederneiras, SP, após o mercado de máquinas e equipamentos sofrer retração no País, desde 2016. Dentre as principais mudanças concluídas para ajudar a produção a se adequar à nova realidade está a montagem de caminhões articulados e carregadeiras em uma mesma linha, o que fez a companhia reduzir o tempo de fabricação e seu custo operacional.

 

Segundo Wladimir Garcia, diretor geral da fábrica, a medida adotada tornou os produtos mais competitivos no mercado. Os caminhões e carregadeiras produzidas ali abastecem as demandas das exportações na Amética Latina, Estados Unidos e Europa. O protagonismo dos produtos na oferta da fabricante resultou na atenção específica para sua produção unificada: “Levamos menos tempo para montar os veículos do que antes e isso gerou uma série de resultados operacionais positivos”.

 

A soldagem é a principal atividade da fábrica da Volvo CE, que recebe investimentos contínuos em automatização. As chapas de aço utilizadas na construção dos chassis e braços articulados chegam de fornecedores locais que realizam algum tipo de processo, como oxicorte. As chapas estampadas são importadas da China ou da Coreia do Sul – os volumes proporcionados pela operação na América Latina, de acordo com Garcia, ainda não justificam a nacionalização da estamparia.

 

Afora as chapas estampadas o powertrain e componentes eletrônicos dos veículos também são importados da Europa e de países asiáticos. O índice de importação, no entanto, não inviabiliza que os veículos sejam homologados para a linha de crédito Finame, que estipula 60% de conteúdo nacional por unidade. A modalidade de financiamento no ano passado facilitou 60% das vendas da Volvo CE no País. Este ano há inversão: 60% das vendas via CDC, o crédito direto ao consumidor.

 

A fábrica instalada em Pederneiras tem 390 mil m² de área total e mais de 70 m² de área construída. Há uma pequena pista onde os veículos são submetidos a testes de movimentação de carga. A operação funciona com 379 funcionários em jornada de um turno.

 

Foto: Divulgação.