Balança comercial de autopeças tem déficit menor

Imagem ilustrativa da notícia: Balança comercial de autopeças tem déficit menor

São Paulo – O Sindipeças divulgou os dados da balança comercial do primeiro bimestre, quando o déficit no saldo comercial da indústria de autopeças acumulou queda de 39,2% na comparação com o mesmo período do ano passado, chegando a US$ 625,9 milhões. Nos dois primeiros meses do ano passado o valor registrado foi de US$ 1 bilhão.

 

Segundo a entidade o resultado é explicado por fatores associados à volatilidade da taxa de câmbio, às incertezas provocadas pelas falhas de comunicação do governo, aos desdobramentos da crise na Argentina e às dúvidas provocadas por declarações da General Motors de que sairia do País.

 

As exportações de autopeças, no bimestre, somaram US$ 1,1 bilhão, o que representa retração de 7,4% frente a igual período do ano anterior. As importações, por sua vez, revelaram queda mais acentuada, que resultou na variação de 21,9%. Os valores importados nos dois primeiros meses do ano passaram de US$ 2,2 bilhões, em 2018, para US$ 1,8 bilhão, em 2019.

 

Recuaram as exportações para a Argentina, 39,2%. Em compensação, houve crescimento dos embarques para Estados Unidos, 12,3%, e também países da América Latina: México, 37,4%, Chile, 61,9%, Colômbia, 36,3%, e Peru, 62%. Recuaram as importações de autopeças dos Estados Unidos, México, Alemanha, Japão e Coréia do Sul.

 

Foto: Divulgação.