Forbal avança para o mercado externo

Imagem ilustrativa da notícia: Forbal avança para o mercado externo
CompartilheFornecedor
29/05/2019

São Paulo – Criado em 2015, o departamento dedicado às exportações da Forbal Automotive, fabricante de peças e componentes para implementos rodoviários e agrícolas e máquinas, comemora seus resultados: no ano passado as vendas para o Exterior já representaram 12% de toda a produção da unidade fabril de Flores da Cunha, RS.

 

Contratada há pouco mais de um ano para coordenar as exportações da empresa, Morgana Piccoli Cavalli traça metas mais ousadas: “O principal objetivo é exportar 20% da nossa produção até 2022. Para este ano a expectativa é de crescimento. Se tudo der certo poderemos chegar próximos a 15%”.

 

Para expandir as vendas externas a empresa investiu na participação de feiras e eventos no Exterior. Neles, segundo Cavalli, participa-se de rodadas de negócio e pode-se conquistar novos contratos: “Estamos colocando o pé na estrada e buscando novos clientes. Recentemente fomos para o México, onde visitamos clientes na Cidade do México e depois participamos de uma feira em Monterrey”.

 

A viagem rendeu frutos: a Forbal fechou contrato para exportar componentes para uma distribuidora local com mais de vinte lojas, que atua no mercado de reposição mexicano.

 

Segundo Cavalli estão no radar regiões como Costa Rica, Estados Unidos e África – nos dois primeiros as exportações poderão começar ainda este ano: “Participaremos de uma rodada de negócios na Costa Rica em setembro, quando pretendemos fechar os primeiros contratos de vendas para o país. Já as vendas nos Estados Unidos também começarão no segundo semestre, a partir do distribuidor mexicano, que possui duas lojas".

 

Ela ressaltou que a empresa precisa fazer algumas adaptações na produção de componentes para os Estados Unidos – o que já está em andamento, visando à melhor exploração da região.

 

Na África as vendas da Forbal devem começar a partir de 2020. A empresa está mapeando os principais mercados e buscando informações para decidir por onde começar.

 

O Chile é, hoje, o principal destino dos produtos da Forbal no mercado externo, seguido pelo Peru e a Argentina – mas a crise econômica pode fazer com que o país vizinho perca algumas posições ainda este ano. Bolívia, Uruguai e Paraguai são outros mercados importantes para a empresa e o Equador começará a receber seus componentes nos próximos meses, após a participação em uma rodada de negócios.

 

Desde que assumiu o cargo Cavalli reestruturou todo o setor de exportações, criando estratégias específicas para cada país. A medida já rendeu reconhecimento para a Forbal, eleita pelo Conselho do Prêmio Exportação RS uma das empresas vencedoras do 47º Prêmio Exportação RS, na categoria Destaque Setorial Veículos e Autopeças.

 

Os componentes produzidos pela Forbal atendem ao mercado de reposição e o OEM. Seus principais clientes são AGCO, CNH, John Deere, Librelato, Noma e Randon. Dentre os itens produzidos estão para-lamas, kits de proteção lateral, reservatórios de água, portas e caixa plásticas de extintor de fogo. 

 

Brasil – No mercado nacional a expectativa da companhia é a de aumentar seu faturamento em 40% na comparação com 2018, quando registrou crescimento de 43% ante 2017. Giuliano Santos, CEO da Forbal, disse que há muitos projetos em negociação, tanto com novos clientes quanto com os da atual carteira: “Também esperamos expansão dos mercados em que atuamos”

 

O segmento pesado responde por 45% do faturamento da empresa, mesmo porcentual que vem do agronegócio. Os 10% restantes são gerados pelo mercado de reposição.

 

A empresa já se prepara para atender à maior demanda, contratando funcionários para sua fábrica de Flores da Cunha, RS, que conta, hoje, com cem funcionários: “Não temos um número fechado de contratações, mas elas já estão sendo feitas”.

 

A fábrica opera em dois turnos, sendo o primeiro completo e o segundo incompleto, mas a expectativa do CEO é que, com o crescimento do mercado, será possível preencher completamente o segundo turno ainda esse ano e contratar mais colaboradores.

 

Foto: Divulgação.