Case IH já vendeu mais do que em toda a Expointer 2018

Imagem ilustrativa da notícia: Case IH já vendeu mais do que em toda a Expointer 2018
CompartilheAgronegócio
28/08/2019

Esteio, RS – Em quatro dias de Expointer, feira destinada ao agronegócio realizada em Esteio, RS, a Case IH, do Grupo CNH, vendeu mais máquinas do que em todo o evento do ano passado. O diretor comercial, Paulo Rivolo, contou na quarta-feira, 28, que a meta é crescer de 20% a 30% com relação ao ano passado:

 

“O começo da feira foi muito bom, esperamos que siga assim até o fim. Se crescermos dentro das nossas projeções conquistaremos um resultado que merece ser comemorado”.

 

Colabora o fato de a Expointer ocorrer em período de plantio dos agricultores, o que puxa demanda por plantadeiras e tratores. Para Rivolo o agronegócio seguirá com bons resultados nos próximos anos – neste ano a produção recorde de milho e de soja impulsiona a movimentação dos clientes da Case IH:

 

“Acredito que hoje os negócios giram em torno de uma renovação de frota dos produtores que adiaram suas compras durante os anos de crise. Ainda não vejo um movimento de ampliação”.

 

A principal novidade apresentada pela companhia em Esteio foi a nova linha de tratores Puma, equipados com motores de 140 cv a 230 cv, caixa de câmbio automatizada e tecnologia APM, sistema automático de gerenciamento de transmissão, que indica no painel sempre a melhor marcha para o operador usar -- isso resulta em economia de até 20% de combustível, segundo a Case IH.

 

Mesmo com boas expectativas para o setor e um bom volume de vendas durante a Expointer,  Rivolo lamentou que a falta de crédito e de previsibilidade afetaram os negócios no começo do ano:

 

“Tivemos um período de sessenta a setenta dias sem as linhas de financiamentos do governo, o que refletiu negativamente nas vendas e na produção. A pior coisa para o nosso setor é a falta de previsibilidade, isso não pode voltar a acontecer. Independentemente de ser financiamento via banco público ou privado: precisamos que as linhas estejam disponíveis e as regras claras para os consumidores”.

 

Foto: Divulgação.