SEW busca negócios nas montadoras 4.0

Imagem ilustrativa da notícia: SEW busca negócios nas montadoras 4.0

São Paulo – A SEW é fornecedora de longa data das montadoras e fabricantes de autopeças que mantêm produção no Brasil de equipamentos eletrônicos aplicados em automação de linhas. Com o parque industrial caminhando para se inserir no contexto da Indústria 4.0, a empresa tratou de renovar a gama de produtos para atender a demanda da manufatura digital.

 

Por ora a companhia trata de aproveitar oportunidades de negócios com aplicações de AGVs, veículos autônomos usados para transporte de peças dentro das fábricas. Ainda que seja incipiente, inviável de localizar a produção na fábrica instalada em Indaiatuba, SP, já existem veículos desenvolvidos pela empresa operando no País e as montadoras, segundo Luiz Guvasta, supervisor de eletrônica e automação industrial, estão interessadas no ativo:

 

“Participamos de um projeto na Mercedes-Benz para a aplicação de AGVs na fábrica de Juiz de Fora, em Minas Gerais. A operação deu certo e a montadora trouxe parte desse contingente para atuar na nova linha de São Bernardo do Campo. Há pedidos para mais unidades e estamos prospectando outros clientes que pretendem modernizar sua manufatura”.

 

Sobre a aplicação na M-B, uma espécie de primeiro caso de sucesso dos seus veículos de carga autônomos, foram entregues 66 unidades para ser utilizadas na produção em Minas Gerais. Desse total, 33 unidades vieram para a nova linha 4.0 de caminhões no ABCD Paulista, no começo deste ano. Após isso, houve negociação para a entrega de mais um lote para operar na área de montagem de cabines.

 

“Neste caso, especificamente, o desenvolvimento do AGV é da SEW, que antes contava com parceiros para construir a parte mecânica dos veículos”, disse Guvasta, citando a Dürr como a parceira no projeto. Os veículos envolvidos no projeto são os da linha Basic, composta por três versões classificadas por peso total de carga: 500 quilos, 1,5 tonelada e 3 toneladas. O produto é importado da Alemanha.

 

O executivo disse, ainda, que há aplicações menores no País, na fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo, SP, e na Volkswagen Caminhões e Ônibus, em Resende, RJ.

 

Foto: Divulgação.