Palavra oficial da Nissan: Aliança não corre riscos.

Imagem ilustrativa da notícia: Palavra oficial da Nissan: Aliança não corre riscos.
CompartilheInternacional
14/01/2020

São Paulo – A matriz da Nissan divulgou comunicado na terça-feira, 14, negando ter intenções de abandonar a Aliança que mantém com a Renault e a Mitsubishi, contrariando reportagem do Financial Times na sua edição de segunda-feira, 13.

 

“A Nissan não está de nenhuma forma considerando dissolver a Aliança”, diz o comunicado publicado no site global da companhia. “A Aliança é a fonte da competividade da Nissan. Por meio da Aliança, para alcançar um crescimentos sustentável e rentável, a Nissan continuará entregando resultados de ganha-ganha para todas as companhias integrantes.”

 

A reportagem publicada pelo FT, com repercussão na mídia global, afirmava que dirigentes da cúpula da Nissan mantém planos secretos de contingência para uma eventual separação da Renault, especialmente nas áreas de engenharia e manufatura.

 

Em entrevista recente ao jornal O Estado de S. Paulo, Carlos Ghosn, o ex-CEO da Aliança que fugiu da detenção no Japão no começo do ano, disse acreditar que a Aliança desaparecerá: “Eu não acredito por um minuto que a aliança sobreviva”.

 

É esperada para as próximas semanas, segundo o FT, a apresentação de diversos projetos combinados com vistas ao futuro da Aliança. No comunicado divulgado pela Nissan a empresa afirma que em novembro do ano passado integrantes da AOB, sigla em inglês para o conselho operacional da Aliança, “concordaram com programas para melhorar e acelerar significativamente sua eficiência operacional em benefício das empresas membros, incluindo planos para maximizar a contribuição da Aliança para os planos estratégicos e o lucro operacional de cada empresa”.

 

Foto: Divulgação.