Banco Mercedes-Benz tem 2019 recorde

Imagem ilustrativa da notícia: Banco Mercedes-Benz tem 2019 recorde
Foto Jornalista Redação AutoData

Por Redação AutoData

CompartilheFinanciamentos
16/01/2020

São Paulo – O bom momento do mercado brasileiro de veículos comerciais contribuiu para que o Banco Mercedes-Benz registrasse no ano passado os seus melhores resultados históricos. O recorde de R$ 4,8 bilhões em novos negócios de 2014 ficou para trás: em 2019 foram R$ 5,6 bilhões em contratos fechados, crescimento de 46% na comparação com o ano anterior.

 

A carteira de negócios da instituição financeira do Grupo Daimler somou R$ 12,6 bilhões no ano passado, aumento de 30% sobre 2018 – e é, também, volume recorde. Segundo o presidente, e CEO, Christian Schüler o esforço conjunto de fábrica, rede e banco ajudou a impulsionar os resultados, além do agronegócio brasileiro, do segmento de bebidas e do comércio eletrônico, que demandaram especialmente caminhões e vans Sprinter.

 

“Esse conjunto positivo de fatores, aliado à nossa expertise em financiamentos e seguros da marca e à criação de produtos inovadores e inéditos no setor, fez com que pudéssemos atingir novos públicos e incrementar ainda mais nosso portfólio de produtos.”

 

Com a maior demanda por contratos de CDC, crédito direto ao consumidor, o Banco Mercedes-Benz apresentou na Fenatran dois novos produtos: o CDC Flexibility, que oferece parcelas inferiores ao CDC convencional e permite revender o produto ao fim do contrato por valor previamente definido, e o CDC Decrescente, que permite ao consumidor parcelas menores no decorrer do contrato. Segundo o banco 13% dos contratos CDC fechados em novembro e dezembro foram desta modalidade.

 

Por segmento – A maior parte dos novos contratos fechados no ano passado foram, naturalmente, para caminhões novos: R$ 2,8 bilhões, valor 55% superior ao apurado em 2018. Em ônibus foi R$ 1,8 bilhão, elevação de 46%, e os de vans cresceram 78%, para R$ 295 milhões. O segmento de automóveis somou R$ 290 milhões.

 

O Banco Mercedes-Benz registrou salto relevante, também, na negociação de veículos usados, alcançando R$ 165 milhões contratados no ano passado – desempenho justificado pelo maior esforço com a SelecTrucks, rede de usados da Mercedes-Benz.

 

Foto: Divulgação.