Fiat produz em Betim a última Weekend

Imagem ilustrativa da notícia: Fiat produz em Betim a última Weekend
Foto Jornalista Redação AutoData

Por Redação AutoData

CompartilheVeículos
27/01/2020

São Paulo – As linhas da fábrica da Fiat em Betim, MG, montaram na segunda-feira, 27, a última Weekend. Foram 23 anos de produção, mais de 530 mil unidades comercializadas no mercado nacional de veículo inicialmente conhecido como Palio Weekend – ganhou o nome atual em 2015, três anos depois da sua última reestilização.

 

A station wagon da Fiat foi a escolhida para introduzir diversas inovações durante a sua existência. Foi o primeiro da linha Adventure, segmento que, com ao agregar alguns componentes plásticos, lhe deu visual mais esportivo – copiado por suas companheiras de linha Idea, Doblò e Strada e por diversas concorrentes, ainda hoje muito adotado em veículos de entrada.

 

O sistema Locker surgiu também com a Weekend: primeiro veículo 4x2 com bloqueio do diferencial. A station wagon teve também uma versão 100% elétrica, desenvolvida em parceria com a engenharia da usina hidrelétrica Itaipu Binacional. Alimentado por uma bateria de níquel, tinha autonomia de 120 quilômetros.

 

A aderência dos SUVs aos consumidores brasileiros, no entanto, fez com que as station wagons perdessem espaço no mercado nacional. Era a última em produção aqui, embora o ranking da Fenabrave do ano passado registre, ainda, o licenciamento de alguns Spacefox – que também saiu de linha. Em 2019 foram vendidas 3,2 mil Weekend.

 

Station wagons, agora, só importadas: Audi A4 Avant, Volvo V60, Volkswagen Golf Variant e Audi RS4.

 

A Fiat segue a direção do mercado. Segundo o diretor de brand Fiat e de operações comerciais no Brasil, Herlander Zola, a Weekend será sucedida por dois utilitários esportivos que começarão a ser produzidos em Betim ainda este ano.

 

Foto: Divulgação.