Banco Central projeta PIB zero em 2020

Imagem ilustrativa da notícia: Banco Central projeta PIB zero em 2020
Foto Jornalista Redação AutoData

Por Redação AutoData

CompartilheCovid-19
26/03/2020

São Paulo – O Banco Central revisou suas estimativas de projeção para o PIB, de crescimento de 2,2% para estabilidade. Seguiu os passos do Ministério da Economia, que na semana passada apontou para alta de 0,02%. Segundo o BC “o segundo trimestre terá um forte recuo na atividade econômica, seguido de retorno relevante nos últimos dois trimestres do ano”.

 

Mais uma vez a agricultura deverá segurar a atividade econômica: o BC manteve expectativa de avanço de 2,9%, ao passo que para o setor industrial passou de crescimento de 2,9% para queda de 0,5%. “A projeção para o desempenho da indústria de transformação passou de variação positiva de 2,1% para - 1,3%, motivada pela previsão de queda na demanda final, principalmente por bens de consumo duráveis e de capital, além da possível redução na oferta resultante das medidas de restrição de locomoção e da escassez de insumos importados em alguns segmentos.”

 

Com as fabricantes de veículos paradas – apenas a DAF segue com operações normais –, mais fornecedores colocam seus funcionários em férias coletivas ou paralisam as linhas.

 

Os 5 mil trabalhadores de todas as unidades da ZF entrarão em férias de 1º a 12 de abril. Desde a segunda-feira, 23, as atividades já começaram a ser paralisadas, de forma gradual. Nas fábricas locais da Mahle os funcionários também estão em férias, com retorno previsto para 13 a 18 de abril, dependendo do local e das condições da pandemia.

 

A Cummins, em Guarulhos, SP, para a produção de motores, turbos, e sistemas de pós-tratamento por três semanas a partir da segunda-feira, 30 – o retorno está previsto para 22 de abril. As linhas de filtros e geradores seguem operando, em função da demanda.

 

Na Delphi, em Piracicaba, SP, os funcionários param de 30 de março a 12 de abril para as linhas OEM e de 25 de março a 6 de abril para os do aftermarket. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, SP, a Arteb também está parada.

 

Com informações da Agência Brasil

 

Foto: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas.