Morre o empresário Raul Randon

Imagem ilustrativa da notícia: Morre o empresário Raul Randon
CompartilheExecutivos
04/03/2018

O corpo do empresário Raul Anselmo Randon, que faleceu no sábado à noite, 3, será cremado nesta segunda-feira, 5, em Caxias do Sul, RS. Durante este domingo, a cidade recebeu pessoas, de todas as partes do País e do exterior, que foram prestar homenagens a um dos maiores empreendedores brasileiros.

 

O empresário, de 88 anos, estava internado em São Paulo, no Hospital Albert Einstein, desde dezembro do ano passado, quando passou por cirurgia no fêmur. No sábado sofreu uma parada cardíaca. Ele deixa a mulher Nilva, os filhos David, Alexandre, Roseli, Maurien e Daniel, 10 netos e um bisneto.
Em 1949, após o serviço militar, em parceria com o irmão Hercílio e um amigo, abriu uma pequena fábrica de máquinas tipográficas. O empreendimento foi destruído por um incêndio e, em 1951, os irmãos empreenderam em uma oficina mecânica. Ao longo dos anos seguintes, aproveitando o nascimento efetivo do setor automotivo no país, a empresa cresceu, transformando-se em referência nacional e no exterior.

 

Atualmente, as Empresas Randon formam um conglomerado de nove organizações, com foco na produção de implementos rodoviários e vagões ferroviários, caminhões fora de estrada, retroescavadeiras e componentes automotivos para o segmento de veículos pesados, além de um banco e negócio de consórcios. Tem atuação global, com parques industriais no Brasil (Chapecó, Caxias do Sul e Araraquara), na Argentina, China, nos Estados Unidos e no Peru. No exterior, ainda tem escritórios internacionais, unidades de montagem e CKD e centros de distribuição. Em Caxias do Sul emprega em torno de 8 mil pessoas.