Honda busca proprietários que não atenderam a recall

São Paulo – A Honda corre atrás de proprietários de seus veículos que não atenderam à convocação para substituir os airbags. Segundo a empresa, em comunicado, as campanhas de recall, amplamente divulgadas por emissoras de rádio e de televisão, revistas e jornais, envolvem modelos produzidos há até dezessete anos – e muitos não compareceram à concessionária para realizar o reparo.

 

Desde segunda-feira, 18, equipes da empresa estão em Belo Horizonte e Contagem, MG, em locais de circulação de veículos com velocidade reduzida, como estacionamentos de shopping centers e centros comerciais, postos de combustível, dentre outros, para identificar, a partir da placa ou chassi, veículos envolvidos em campanhas de recall que não substituíram o componente.

 

Segundo a empresa “é comum que, com o passar do tempo, os carros mudem de donos e que eles nem sempre retornem à concessionária para realizar revisões e eventuais reparos periódicos”.

 

A Honda escolheu Minas Gerais por ser o terceiro em representatividade no volume de veículos afetados pela convocação: a empresa estima que 9% dos modelos circulem pelo Estado. Em São Paulo a empresa firmou convênio com o Detran para notificar os proprietários de veículos registrados.

 

Outras medidas foram tomadas pela Honda na busca pelos proprietários: foram firmadas parcerias com seguradoras e empresas de cobrança automática de pedágio para buscar, dentre seus clientes, carros envolvidos no recall. 163 mil clientes já foram notificados por meio desses cruzamentos de dados.