Missão da Anfir no Panamá pode gerar receita de até US$ 6,5 milhões

São Paulo – A missão de fabricantes brasileiros de implementos rodoviários ao Panamá poderá gerar até US$ 6,5 milhões em novos negócios. A estimativa é da Anfir, Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários, que liderou a missão em conjunto com a Apex-Brasil, Agência Brasileira de Promoção de Exportadoções e Investimentos.

 

De 16 a 19 de abril representantes da AL-KO, Egsa, Facchini, Furgões Ibiporã, Grimaldi, Haldex, Librelato, Planalto, Randon, Rodotécnica, Rossetti, Sergomel, Themo Star, Triel-HT e Truckvan realizaram mais de 120 reuniões com compradores regionais – em especial empresas de transporte do Distrito Industrial de Colón, a Zona Franca local.

 

Em nota Norberto Fabris, presidente da Anfir, declarou que a expansão dos negócios em mercados da América Latina é um movimento natural para a indústria brasileira: “O Brasil tem a maior base desenvolvedora e produtiva do setor de implementos rodoviários da América Latina, e por isso deve assumir sua condição de protagonista. E o Panamá representa a porta de entrada para a região da América Central”.