Mercedes-Benz: trimestre em alta nas vendas no Brasil

Imagem ilustrativa da notícia: Mercedes-Benz: trimestre em alta nas vendas no Brasil

O Grupo Daimler, do qual faz parte a Mercedes-Benz, registrou alta de 5,7% no volume de vendas de caminhões no Brasil no terceiro trimestre na comparação com o mesmo período em 2016.  Foram entregues 3,7 mil caminhões de julho a setembro, de acordo com o balanço divulgado na sexta-feira, 20. Sobre o mercado brasileiro, a empresa projeta que o volume de vendas superará ligeiramente o alcançado em 2016.

 

O desempenho da operação brasileira no período ajudou a construir um cenário positivo em vendas e receita na divisão de caminhões da companhia globalmente. No mundo todo, de julho a setembro, foram vendidas 126,6 mil unidades, volume 30% superior ao registrado no terceiro trimestre de 2016. O resultado refletiu no faturamento da unidade, que chegou a € 9,2 bilhões, 15% mais do que os ganhos da área no trimestre do ano passado. A unidade de caminhões, no trimestre, representou 22,5% do faturamento total do grupo no período, que chegou a € 40,8 bilhões.

 

Ainda que o ano de 2016 represente uma base de comparação considerada baixa, a Mercedes-Benz acredita que o mercado nacional estabeleceu um movimento de retomada das vendas em 2017 e a tendência é que o panorama seja similar em 2018. Tanto que a subsidiária brasileira da Daimler investirá aproximadamente € 600 milhões em seu negócio de veículos comerciais nos próximos cinco anos no País.

 

O investimento anunciado será aplicado na modernização da gama de modelos, serviços digitais e nas duas maiores instalações de produção na região, São Bernardo do Campo, SP, e Juiz de Fora, MG. Até 2022, a empresa acredita que ambas as fábricas serão mais competitivas. Desde 2010, a Daimler investiu cerca de € 1 bilhão no Brasil.

 

No mundo. No contexto global da operação de caminhões da Daimler, houve crescimento do volume nos principais mercados, exceto na Europa. Na Ásia foram vendidas 40 mil unidades, alta de 42% frente ao volume do terceiro trimestre do ano passado que se deu por conta do desempenho comercial na Indonésia, apontou a empresa. No Japão, foram vendidas 11,9 mil unidades, mais 1,7%. Na Índia, 4,9 mil veículos, alta de 104%.

 

Na região denominada Nafta, que engloba Canadá, Estados Unidos e México, as vendas atingiram 43,3 mil caminhões, volume 44% maior do que o obtido no terceiro trimestre do ano passado. Na Turquia, a alta foi de 100% no volume de vendas, que alcançou 3,4 mil unidades. Na China, onde a empresa opera por meio da joint-venture Auman Trucks, foram 30 mil unidades, um crescimento de 78%.

 

No continente europeu a empresa vendeu de julho a setembro 20,9 mil caminhões, queda de 1,8% frente ao volume do mesmo período ano passado. O mercado alemão, onde fica instalada a matriz do Grupo Daimler, caiu 2,4%: foram vendidos lá 8,1 mil caminhões.

 

Ônibus. As vendas unitárias do terceiro trimestre da Daimler Buses, a divisão de ônibus, aumentaram 17%, chegando a 7,2 mil unidades no mundo e elevando o faturamento para € 1 bilhão. Na América Latina, excluindo o México, as vendas de unidades aumentaram para 3,6 mil chassis de ônibus, 63% mais que ano passado.

 

No México, foram 800 unidades no terceiro trimestre, desempenho 50% menor do que em 2016. O aumento de vendas na América Latina e os aprimoramentos de eficiência ainda não compensaram os efeitos negativos da taxa de câmbio e a inflação de custos, principalmente na América Latina, disse a companhia.

 

Foto: Divulgação