Parceria Anfir-Apex pode gerar US$ 4 milhões em exportações

Imagem ilustrativa da notícia: Parceria Anfir-Apex pode gerar US$ 4 milhões em exportações
CompartilheImplementos Rodoviários
21/11/2017

Durante a Fenatran, em outubro, que marcou a retomada das vendas do setor de caminhões, a Anfir, Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários, em parceria com a Apex, Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, realizou rodada de negócios com catorze representantes de dezesseis empresas de Bolívia, Colômbia, Equador, México, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai -- que poderá gerar US$ 4 milhões em exportações nos próximos meses.

 

A informação, liberada na terça-feira, 21, pela Anfir, confirma o otimismo de alguns representantes de empresas estrangeiras que visitaram a Fenatran e falaram sobre as negociações com a equipe da Agência AutoData. Para Alcides Braga, presidente da Anfir, o volume negociado mostra o interesse pelos produtos nacionais: “O total estimado sinaliza o interesse crescente dos empresários estrangeiros pelo produto nacional”.

 

Foi a primeira vez que a parceira Anfir-Apex realizou rodada de negócios internacional, com o grupo sendo organizado apenas duas semanas antes do evento: “Trazer os empresários latino-americanos para conhecer nossos produtos em meio ao maior evento de transporte de cargas da América Latina foi a ação mais acertada”.

 

A entidade também destacou o balanço das 23 empresas associadas no evento, que no segmento de Leve, carroceria sobre chassis, negociou 150 unidades, enquanto que no segmento de Pesados, reboque e semirreboque, aproximadamente 2 mil produtos. Os fabricantes de componentes associados à Anfir também realizaram negócios no evento e a entidade acredita que o valor seja próximo de R$ 17,5 milhões.

 

Comércio Exterior - O programa Anfir-Apex foi renovado em setembro, com duração de dois anos, e pretende realizar novas rodadas de negócios em eventos em outros países, com a participação de empresários brasileiros. O programa surgiu em 2015.

 

Foto: Divulgação.