Empresas comemoram regulamentação de serviço de transporte com aplicativo

Imagem ilustrativa da notícia: Empresas comemoram regulamentação de serviço de transporte com aplicativo
CompartilheMobilidade
02/03/2018

Empresas que atuam com o serviço de transporte com aplicativos comemoram a decisão da Câmara dos Deputados, que aprovou na quarta-feira, 28, o Projeto de Lei 5.587/16, que regulamenta esse serviço, fornecido por empresas como Uber, Cabify e 99 POP. O PL segue para sanção presidencial.

 

A 99 considera o resultado da votação uma vitória para a sociedade brasileira, "com a Câmara dos Deputados dando uma resposta à altura de milhares de motoristas e passageiros que brigaram por seus direitos, garantindo a continuidade de um serviço que gera oportunidade de renda para mais de 500 mil motoristas e oferece mais uma opção de transporte para 17 milhões de brasileiros".

 

“Entendemos que o texto final aprovado pelos deputados é equilibrado ao retirar a burocracia e pontos que inviabilizavam o serviço no País. O projeto ainda promove o controle de qualidade e segurança do serviço através da tecnologia e, ao mesmo, permite aos municípios continuar a regulamentar o serviço como já acontece em São Paulo, Curitiba, PR, Vitória, ES, e Brasília, DF, por exemplo”, disse a 99 por meio de comunicado.

 

A Cabify, outra empresa de mobilidade, acredita que a regulamentação é justa para o setor, representa uma grande conquista e "coloca o Brasil como protagonista na vanguarda da inovação e na construção de soluções para a mobilidade urbana ao estabelecer uma regulamentação equilibrada e sinalizar positivamente para investimentos ligados à inovação".

 

A Uber não conseguiu responder a solicitação de entrevista até a publicação desta matéria, mas divulgou um comunicado para seus usuários onde afirma que os deputados ouviram a voz dos 20 milhões de usuários e 500 mil motoristas.

 

Taxistas, no entanto, consideram a decisão ruim para o setor e vão criar um grupo de trabalho para discutir o impacto da lei, caso seja sancionada pelo presidente, para depois definirem seus passos.

 

Segurança para os passageiros - Com a regulamentação dos aplicativos de mobilidade a tendência é que a frota das empresas aumente, assim como os usuários e, com isso, surgirão algumas situações não muito agradáveis, como o envolvimento de carros das empresas com passageiros em acidentes. Empresas garantem que já estão preparadas para este tipo de situação, mas não são incomuns casos de acidentes e passageiros relatando falta de apoio dos aplicativos.

 

No caso da 99, por exemplo, o motorista é orientado a ligar para a central de cegurança, um canal de atendimento exclusivo para casos de segurança, que oferece auxílio imediato e informações do que o motorista deve fazer, além do apoio psicológico e emocional.

 

Uber e Cabify não conseguiram informar o procedimento que é passado para seus motoristas em caso de situações como esta até a publicação da matéria.

 

Foto: Divulgação.