Scania venderá motores conectados

Imagem ilustrativa da notícia: Scania venderá motores conectados

São Bernardo do Campo, SP – A Scania planeja, para este ano, lançar no mercado brasileiro motores conectados para aplicações industriais e marítimas. De acordo com Roberto Barral, vice-presidente de vendas, até o fim do ano estará definida a operação comercial deste tipo de equipamento, que é produzido na fábrica de motores de São Bernardo do Campo, SP.

 

De acordo com o executivo o principal atrativo do motor conectado é a possibilidade de ser monitorado o conjunto mecânico e gerenciada a sua manutenção a longa distância: “Às vezes o gerador está alocado em operação em local de difícil acesso, em regiões de mata fechada longe de um grande centro. Com a possibilidade de acessar o conjunto de forma remota o processo de diagnóstico e reparo é mais curto”.

 

Afora os motores estacionários a Scania tem apostado na conectividade nos caminhões produzidos no País. Todos os modelos que saem da linha de SBC estão aptos a ser conectados à internet. Por meio da rede a montadora e os transportadores têm acesso aos veículos e, a partir disso, podem analisar dados da operação e interferir no consumo de combustível e na manutenção dos veículos.

 

Há meta traçada pela companhia, que almeja conectar 90 mil caminhões no País até 2022. Hoje o número de veículos com acesso à rede é de 11 mil.

 

Em maio a produção de motores da Scania no Brasil completa 60 anos. A empresa evita a informação quando o assunto é a capacidade de produção da fábrica de motores da unidade, que produz modelos para caminhões e para a linha industrial, formada por motores para navios e geradores elétricos. Há também na unidade do ABCD paulista laboratório de testes para motores.

 

Fotos: Divulgação.