Consumidor online se inclina para automóveis

Imagem ilustrativa da notícia: Consumidor online se inclina para automóveis

São Paulo – Vender veículos novos pela internet ainda é algo a ser desenvolvido no mercado brasileiro. Deixou de ser exótico com a entrada de Volkswagen e FCA neste universo, mas a indústria tem longo caminho para percorrer no varejo online. Pelo lado do consumidor, no entanto, o e-commerce é realidade e a intenção de compra via rede se torna cada vez mais recorrente no cotidiano da classe média, apontou pesquisa da PwC divulgada na quarta-feira, 8.

 

A consultoria entrevistou 1 mil 78 brasileiros – a maioria homens empregados com idade de 25 a 34 anos, moradores da região Sudeste com salários até R$ 5,5 mil – a respeito do comportamento que apresentam nas compras pela internet. O estudo mostrou parâmetros interessantes que podem servir de base para se ter a dimensão de onde estão pisando as montadoras quando partem para as vendas digitais.

 

Imagem ilustrativa da notícia: Consumidor online se inclina para automóveis

 

Segundo a pesquisa da PwC 23% dos entrevistados compram produtos online ao menos uma vez por semana. Na última edição do levantamento, feita no ano passado, 18% dos entrevistados afirmaram realizar compras pela internet uma vez por semana. Trazendo o dado para o mercado automotivo, disse Marcelo Cioffi, consultor da PwC responsável pela análise do setor, ele denota maior abertura do brasileiro ao canal e à busca por novos produtos afora os de venda tradicional na internet, como os de entretenimento e higiene pessoal, por exemplo:

 

“Hoje os veículos são uma novidade nas vendas online, mas o consumidor brasileiro, especificamente o que pertence ao extrato da população com renda que permite a aquisição de veículos, se mostra cada vez mais propenso a ultrapassar barreiras. No caso, experimentar a compra de um produto que hoje não figura entre os mais procurados, como é o caso do automóvel”.

 

Outro dado relevante mostrado na pesquisa da PwC é a presença do smartphone como ferramenta de compra via internet dos brasileiros entrevistados na pesquisa. Na edição do ano passado 41% afirmaram fazer compras pelo celular. Neste ano 50% fizeram a afirmação e, em 2013, 15% responderam que fazes compras pela internet via smartphone. O quadro é aderente às iniciativas nas concessionárias da VW, da FCA e da Renault, que utilizam a plataforma móvel como meio de compra.

 

A loja física, apesar do avanço do canal de vendas virtual, segue como preferência dos consumidores entrevistados que disseram realizar compras online com frequência. No estudo 62% dos entrevistados afirmaram preferir ir às lojas para realizar compras. O número de pessoas que preferem lojas físicas já foi maior, contudo: seis anos atrás 70% dos entrevistados afirmaram preferir a compra presencial.

 

A pesquisa apresentada pela PwC também fez um recorte referente ao interesse dos brasileiros por veículos autônomos, ainda que exista um abismo técnico e mercadológico para que sejam realidade no País. Apesar da falta de estrutura, de regulamentação e, mais grave, de modelos a venda, 28% dos entrevistados pela consultoria afirmaram estarem “animados” e que “gostariam de ter um veículo autônomo agora”. 31% dos entrevistados “considerariam adquirir um no futuro”.

 

Foto: Divulgação.