Toyota demitirá 340 funcionários em Sorocaba

Imagem ilustrativa da notícia: Toyota demitirá 340 funcionários em Sorocaba

São Paulo – A Toyota articula a demissão de 340 funcionários da fábrica de Sorocaba, SP, onde são produzidos os modelos Etios e Yaris. A redução dos volumes nas exportações, sobretudo para a Argentina, levaram a companhia a reconfigurar sua produção na unidade. As informações foram confirmadas pela montadora e pelo Sindicato dos Metalúrgicos do município do Interior paulista.

 

Dos 340 funcionários, 240 têm contrato de trabalho temporário firmado com a Toyota até dezembro -- o prazo é de dois anos, com possibilidade de renovação por mais seis meses. Serão encerrados os contratos destes trabalhadores antes de seu encerramento, enquanto os outros cem funcionários deverão ser desligados por meio de PDV, o Plano de Demissão Voluntária.

 

A demissão atinge quadro que foi contratado justamente para que a Toyota pudesse acompanhar o crescimento da demanda na Argentina, destino de 28% do volume exportado a partir de Sorocaba, que representa outros 30% de tudo que é produzido em suas linhas, com os 70% restantes destinados ao mercado interno.

 

Montadora e sindicato afirmaram que, apesar da redução do número de funcionários, a fábrica seguirá operando em três turnos. Atualmente a unidade tem um quadro composto por 2,8 mil trabalhadores.

 

O Etios chegou a ser o modelo mais vendido no mercado argentino, o que pode dar a dimensão da importância do mercado no planejamento da Toyota. As demissões ocorrem agora, segundo a fabricante, porque todo o volume vendido no ano já foi produzido pela empresa, com as unidades aguardando embarque em estoque.

 

Como a exportação à Argentina estava aquecida, a empresa optou por abrir o terceiro turno e estipulou uma produção para a fábrica de Sorocaba de 150 mil unidades em 2019, chegando às 200 mil unidades em 2021. A empresa não confirma, mas a projeção também poderá sofrer alterações em breve.

 

Embora a unidade de Sorocaba tenha sido por ora a única afetada em termos demissionais, a montadora apresentou aos sindicatos dos municípios onde mantém fábrica – São Bernardo do Campo, Porto Feliz e Indaiatuba, todas em São Paulo – uma pauta com vinte itens que serão negociados nos próximos dias. Dentre as medidas presentes estão a redução do adicional noturno e congelamento dos salários. Os representantes dos trabalhadores se reúnem na terça-feira, 28, para negociar os termos. A última reunião está programa para o dia 6 de junho.

 

Foto: Divulgação.