Negociação Ford-Caoa segue por mais 45 dias

Imagem ilustrativa da notícia: Negociação Ford-Caoa segue por mais 45 dias
CompartilheIndústria
03/09/2019

São Paulo – O destino da fábrica do bairro do Taboão, em São Bernardo do Campo, SP, obtida pela Ford em 1967 por meio da compra das operações da Willys Overland, ainda não foi oficialmente selado: na terça-feira, 3, o governador João Doria convocou a imprensa ao Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, para anunciar que as empresas entraram no processo de due dilligence. A novela seguirá por mais 30 a 45 dias.

 

O processo de diligência prévia é uma espécie de investigação que o investidor faz em uma oportunidade de negócio para avaliar os riscos de transação. Executivos da Caoa e da Ford, presentes em Palácio, afirmaram requerer esse período de tempo para bem avaliar se, enfim, fecham o negócio. Além da compra da fábrica, as discussões envolvem o uso da marca Ford Caminhões pela Caoa, que pagaria royalties à Ford pelos produtos, de acordo com Mauro Correia, presidente do Grupo Caoa.

 

As discussões seguem desde março, quando Doria informou que procuraria um novo dono para o tradicional terreno do bairro do Taboão, após a Ford anunciar que deixaria de produzir ali e que sairia do negócio de caminhões na América do Sul.

 

Foto: Divulgação.