Congresso quer proibir veículos a gasolina e diesel

Imagem ilustrativa da notícia: Congresso quer proibir veículos a gasolina e diesel
Foto Jornalista Redação AutoData

Por Redação AutoData

CompartilheCombustíveis
13/02/2020

São Paulo – Tramita no Senado Federal um projeto de lei que pode mexer com o planejamento das montadoras brasileiras: aprovado na quarta-feira, 12, pela Comissão de Constituição de Justiça, estabelece a proibição da venda de veículos novos movidos a gasolina ou diesel a partir de 2030.

 

Ficariam liberados para venda apenas modelos novos movidos a etanol ou elétricos, ou híbridos desde que com o motor a combustão alimentado por combustível renovável. O PLS 304/2017 vai além: quer permitir também a circulação de qualquer automóvel com motor a combustão a partir de 2040.

 

Algumas exceções foram elencadas pelo senador Ciro Nogueira, autor da proposta: automóveis de colecionador, veículos oficiais e diplomáticos ou carros de visitantes estrangeiros poderão continuar circulando no país de 2040 em diante, independente do combustível que alimenta o motor.

 

À Agência Senado o senador justificou que a sua proposta segue a tendência de outros países, que vêm tomando decisões semelhantes. Segundo ele, na Noruega a venda de modelos movidos a combustíveis fósseis será proibida a partir de 2025. Na Índia, a partir de 2030 e na França e Reino Unido, a medida entra em vigor em 2040.

 

“Esse tipo de veículo é responsável por um sexto das emissões de dióxido de carbono na atmosfera, gás proveniente da queima de combustíveis fósseis e importante agente causador do efeito estufa, que leva ao aquecimento global”.

 

Aprovado na CCJ, o projeto de lei segue agora para votação na Comissão de Meio Ambiente da casa.

 

Foto: Divulgação.