Grupo PSA tem resultado positivo recorde em 2019

Imagem ilustrativa da notícia: Grupo PSA tem resultado positivo recorde em 2019
Foto Jornalista Redação AutoData

Por Redação AutoData

CompartilheBalanço
27/02/2020

São Paulo – O Grupo PSA fechou o ano passado com lucratividade recorde, apesar da queda nas vendas globais de veículos puxada, sobretudo, pela Europa, mas com reflexo em quase todas as regiões onde as marcas Peugeot, Citroën, Opel e DS competem. Pela qualidade do mix, porém, o faturamento cresceu 1%, alcançando € 74,7 bilhões, gerando margem operacional de 8,5%, ou € 6,3 bilhões, dos quais € 5 bi provenientes da divisão automotiva, também 8,5%.

 

As vendas, em volume, caíram 10,3%, somando 3,5 milhões de unidades no ano passado. Na Europa, onde concentra mais de 80% das vendas, o recuo foi de 2,8%, para pouco mais de 3 milhões. Caíram também as vendas na África e no Oriente Médio, 43,7%, China e Sudeste Asiático, 55,4%, Índia-Pacífico, 0,6%, e América Latina, 22,5%. A exceção foi na Eurásia, com alta de 2,3%, mas com volume baixo, 15,6 mil unidades.

 

Na América Latina as vendas somaram 135,7 mil veículos, puxadas pela queda de 43% no mercado argentino. No Brasil alta de 2%, com desempenho bom do Citroën C4 Cactus e da linha de comerciais leves.

 

As expectativas são positivas para a região em 2020 com a expansão dos negócios da Opel, que será lançada no Equador e na Colômbia, que se juntarão ao Chile, e a introdução da plataforma CMP com o lançamento do Peugeot 208 e da picape Landtrek.

 

Foto: Divulgação.