Faturamento das autopeças caiu mais de 10% no trimestre

Imagem ilustrativa da notícia: Faturamento das autopeças caiu mais de 10% no trimestre
Foto Jornalista  Redação AutoData

Por Redação AutoData

CompartilheBalanço
07/05/2020

São Paulo - O faturamento do setor de autopeças apresentou retração, em março, na comparação com o resultado registrado no mesmo mês do ano passado. De acordo com balanço do Sindipeças a queda foi de 16%, reflexo, segundo a entidade, do "desaquecimento econômico provocado pelo coronavírus". Com isso, no trimestre, o faturamento do setor foi 10,7% menor do que o registrado no mesmo trimestre de 2019.

 

Os negócios envolvendo montadoras, segundo o levantamento, caíram 13%, ao passo que os negócios envolvendo o segmento de reposição recuaram 3,5% no péríodo.

 

Houve registro de desempenho negativo também nas exportações: o faturamento líquido no trimestre, em reais, caiu 10%. O faturamento das vendas intrassetoriais também caiu no trimestre, 4,7% a menos do que no mesmo trimestre do ano passado. O emprego caiu 6%, mostrou o balanço do Sindipeças, e a capacidade ociosa foi de menos 0,85 ponto porcentual: "Abril trará, com certeza, resultado pior", informou a entidade em seu relatório mensal.     

 

No primeiro trimestre foi registrado o corte de 6,2% no total de empregados do segmento em comparação a igual período de 2019, o que, segundo o Sindipeças, não indica, por enquanto, "deterioração mais grave nas condições do mercado de trabalho em autopeças", uma vez que "iniciativas fundamentadas na Medida Provisória 936/20 devem mitigar os riscos de recrudescimento das demissões no setor".

 

Foto: Divulgação.