LATAM prejudica o setor automotivo

Imagem ilustrativa da notícia: LATAM prejudica o setor automotivo

Neste exato momento – quarta-feira, 7 – AutoData deveria ter um representante na fábrica da FCA em Córdoba, acompanhando o presidente Stefan Ketter recebendo o presidente da Argentina Mauricio Macri para dar início oficial à produção do Cronos, o novo sedã compacto da Fiat.

 

A viagem foi programada para a terça-feira à noite, juntamente com outros jornalistas que participariam da cerimônia. Passagens reservadas, pendentes de confirmação pelo site. Confirmação feita o sistema não permitiu que fosse impresso o tíquete de embarque. Orientou que retirasse a autorização de embarque no aeroporto.

 

Três horas antes do voo  o sistema da LATAM do terminal 3 no aeroporto internacional de São Paulo não permitia a emissão da tal autorização, com o código de barras que acessa a área de embarque. Muita falta de informação por parte dos atendentes e uma fila prioritária de 40 minutos para acessar o balcão da LATAM depois vem o veredito da atendente: “vocês não vão embarcar, esse voo está com overbooking”.

 

Isso a duas horas e vinte minutos da decolagem. Ou seja, a LATAM vendeu mais passagem que a capacidade do avião e deixou aqueles que optaram – por falta de opção no próprio site – imprimir o bilhete no aeroporto sem poder viajar. Essa foi a informação passada pelo atendimento no balcão para as duas vítimas, neste caso do evento da FCA em Córdoba.

 

O próprio diretor de comunicação da FCA, dois dias antes, também não conseguiu embarcar no voo original e teve que utilizar outra rota mais longa, com troca de avião para chegar à Córdoba.

 

O resumo da ópera é que você, leitor, não terá o privilégio de ver aqui em AutoData esse importante evento que representa o início de uma nova fase de produção da FCA na Argentina. Além de saber o posicionamento do governo daquele país para a indústria automotiva.

 

Agora, como exercício, transporte esse episódio para a sua atividade profissional: o seu fornecedor vende um item para a sua empresa, que já fez toda a programação de produção e talvez até já tenha vendido o produto antecipadamente. Só que no momento combinado da entrega o fornecedor avisa que seu pedido está em overbooking, ou seja, outro cliente acessou o sistema antes de você e acabou levando aquele item tão importante para o seu produto.

 

O que acontece? Sua produção para, seu cliente não é atendido e o seu fornecedor responde: “sinto muito, não posso fazer nada por você neste momento”.

 

Sua empresa e muitos elos da cadeia da indústria automotiva são prejudicados, correto? Então não está errado dizer que a LATAM prejudica a indústria automotiva.