Localiza também ajusta ritmo de compra de veículos

Imagem ilustrativa da notícia: Localiza também ajusta ritmo de compra de veículos
Foto Jornalista  Bruno de Oliveira

Por Bruno de Oliveira

CompartilheBalanço
15/05/2020

São Paulo – Mais uma locadora de veículos pretende ajustar o ritmo das compras de veículos novos das montadoras: ao divulgar e comentar os resultados do primeiro trimestre na sexta-feira, 15, a Localiza sinalizou à frente um período de preparação aos efeitos da pandemia de covid-19 na economia.

 

A primeira medida de um pacote de redução de custos é reestruturar a frota de modo a equilibrar as entradas e saídas dos ativos, mas sem fazer uso da redução de preço dos veículos, segundo Mauricio Teixeira, diretor de relações com investidores: “Não temos a necessidade de vender os veículos seminovos a qualquer preço, já vínhamos ajustando os valores de depreciação”.

 

A frota total da empresa até março era composta por 325,1 mil veículos nas unidades de locação, gestão de frotas de empresas e nas unidades franqueadas. O volume é 31,3% maior do que o registrado no mesmo período no ano passado.

 

A venda de veículos, no período, foi de 40,8 mil unidades, 10,5% a mais do que de janeiro a março de 2019. A compra de veículos das montadoras aumentou 4,6%, somando 38,3 mil unidades. O resultado poderia ter sido melhor, de acordo com a empresa, não fosse o fechamento das lojas ocorrido como medida de segurança contra a pandemia -- estimam perda de 10 mil veículos.

 

O balanço do primeiro trimestre mostrou receita líquida de R$ 2,7 bilhões, alta de 17,7% sobre o primeiro trimestre de 2019. O lucro líquido no período saltou 9,5%, chegando a R$ 230,9 milhões. A receita líquida da divisão de seminovos foi de R$ 1,6 bilhão, valor que representa alta de 12,7%.

 

A Localiza fechou seus pontos de vendas a partir de 23 de março. A partir daí iniciou processo de reabertura gradual por meio de decretos municipais. Até maio, das 528 lojas da rede de alugueis, 127 estavam fechadas, 355 funcionando normalmente e 46 com funcionamento restrito. No caso das lojas de seminovos, das 124 lojas da rede, 46 estavam fechadas, 38 funcionando normalmente e 40 com funcionamento restrito.

 

Foto: Divulgação.