Câmbio derruba vendas na Colômbia

Imagem ilustrativa da notícia: Câmbio derruba vendas na Colômbia

As vendas de veículos na Colômbia, país com o qual o Brasil assinou acordo de comércio bilateral este ano, seguem em queda: em setembro somaram 19 mil 320 unidades, 9,7% a menos com relação ao mesmo período em 2016, 21 mil 391. Dólar alto e baixa confiança do consumidor foram apontados como os fatores responsáveis pela queda do mercado.

 

Segundo balanço divulgado na terça-feira, 3, pela Andemos, a associação das fabricantes que atuam no país, no acumulado do ano o volume está sendo 3,7% menor do que o de janeiro a setembro de 2016: foram 171 mil 971 unidades ante 178 mil 622 unidades.

 

A Andemos projeta que o mercado colombiano encerre o ano com 235 mil 875 veículos vendidos, volume 7% menor do que o do ano passado, 253 mil 698. Para outubro a projeção é de 20 mil 376 unidades e 20 mil 675 para novembro – dezembro deve significar 22 mil 821 unidades vendidas.

 

Os Chevrolet seguem como os mais vendidos, com 37 mil 643 automóveis de janeiro a setembro, queda de 13,4% na comparação com o mesmo período ano passado. A Renault, segunda no ranking, vendeu 34 mil 719 unidades, 2,7% a menos, e a Nissan, a terceira, vendeu 15 mil 327, 23,3% a mais.

 

Foto: Divulgação