Volvo fornecerá 24 mil carros para primeira frota da Uber

Imagem ilustrativa da notícia: Volvo fornecerá 24 mil carros para primeira frota da Uber

A Volvo anunciou na segunda-feira, 20, acordo de forcecimento de 24 mil veículos para a Uber, empresa de transporte de passageiros que formará sua primeira frota de automóveis - hoje os serviços da companhia são prestados exclusivamente por meio dos carros de motoristas cadastrados em sua base. A frota será composta pelo modelo SUV XC90 e circulará em cidades dos Estados Unidos ainda não divulgadas pela empresa. O acordo entre as empresas tem duração de três anos.

 

Este é também o maior contrato fechado pela fabricante de veículos. De acordo com Jeff Miller, diretor da área de alianças automotivas da Uber, pesou a favor da Volvo no processo de escolha de fornecedor o fato da fabricante ter a plataforma SPA em seus veículos, com a qual é possível que tenham condução autônoma: "Isso foi importante porque era a arquitetura elétrica mais moderna da indústria automotiva, o que nos permitiu integrar muitos dos nossos sistemas dentro dela de forma mais perfeita".

 

As empresa trabalharam em conjunto nos últimos três anos desenvolvendo os veículos que serão utilizados na Uber. Miller disse que várias modificações precisam ser feitas nos sistemas de direção e freio do produto final: "Esses são dois elementos nos quais estamos fazendo modificações para que o veículo possa operar como um autônomo de nível 4 ao contrário do nível 2 ou nível 3. Nós também temos que incorporar sensores ao redor do veículo".

 

Esse não é o primeiro trabalho em conjunto das duas companhias. Em agosto de 2016 elas anunciaram um acordo de US$ 300 milhões por 100 unidades do XC90 para o lançamento do primeiro programa autônomo de treinamento de Uber em Pittsburgh, nos Estados Unidos.

 

Os XC90 que a Volvo fornecerá à Uber virão da fábrica da montadora em Torslanda, Suécia. Hakan Samuelsson, CEO da Volvo, afirmou que a Uber também pode receber carros produzidos da fábrica da Volvo instalada em Charleston, Carolina do Sul.

 

Foto: Divulgação