Aos vinte, Volare prepara novidades e espera recorde

Imagem ilustrativa da notícia: Aos vinte, Volare prepara novidades e espera recorde

São Paulo – A Volare prepara uma série de ações ao longo deste 2018, quando comemora vinte anos do início de suas operações no Brasil. No período, segundo seu diretor de negócios, João Paulo Ledur, foram produzidos 65 mil micro-ônibus nas fábricas de Caxias do Sul, SC, e São Mateus, ES.

 

“Fizemos um cronograma de atividades ao longo do ano com planos de realizar uma ação por mês, sendo que algumas já foram feitas. A próxima será na Lat.Bus&Transpúblico [feira que ocorre de 31 de julho a 2 de agosto em São Paulo], onde apresentaremos diversas novidades para o segmento e também mostraremos pela primeira vez a nova identidade visual da companhia”.

 

Segundo Ledur, todos os lançamentos programados para o segundo semestre serão apresentados no estande da empresa, que compartilhará espaço com a Marcopolo e a Neobus.

 

As comemorações começaram no primeiro semestre, quando as duas fábricas receberam uma exposição que contava um pouco da história da Volare para seus funcionários. A empresa preparou também um vídeo com um cliente peruano, onde a história e o posicionamento da companhia são destaque. Por fim, foi lançado o Volare Game, jogo de perguntas e respostas online que premia todo mês o desempenho do melhor participante, e um jogo de cartas, no estilo do tradicional Super Trunfo, apresentando os modelos que marcaram os vinte anos de história da empresa.

 

Ainda no ritmo da celebração dos seus vinte anos, a Volare espera alcançar importante marco com as exportações: a expectativa é fechar 2018 com o melhor resultado da história e vender 530 unidades para outros países – o recorde atual é de 430 unidades embarcadas. Na comparação com o ano passado, a alta esperada para este ano é de 40%. Somente no primeiro semestre, a empresa exportou 232 unidades.

 

“Esse recorde não será alcançado apenas pela desvalorização do real que beneficia as exportações, mas principalmente por causa do trabalho de expansão que fizemos fora do Brasil para conquistar novos mercados, como África do Sul, Nigéria, Dubai e Catar”, disse o diretor.

 

Os principais mercados da companhia são o Chile, que corresponde por 55% dos embarques, Costa Rica, México e Uruguai.

 

Com relação ao mercado doméstico de micro-ônibus, a Volare espera crescimento de 20%, após ter crescido 20% no ano passado. Ledur pondera, no entanto, que a crise afetou demais o volume comercializado pelo mercado nos últimos anos.

 

“Mesmo com crescimento de 20% alcançado no ano passado e projetado para esse ano, a base de comparação é muito baixa, pois o mercado encolheu muito por causa da crise”.

 

A projeção da empresa para suas vendas no começo do ano era de alta de 20%, acompanhando o mercado, porém, no primeiro semestre, registrou expansão de 33%. Com isso, a expectativa para o segundo semestre mudou um pouco: “Queremos manter essa alta acumulada de janeiro a junho até o fim do ano, mas, caso não seja possível, nossa projeção mais pessimista segue sendo a de vender 20% a mais”.

 

Foto: Divulgação.