Ford Caminhões expande linha Cargo com versão 8x2

Imagem ilustrativa da notícia: Ford Caminhões expande linha Cargo com versão 8x2
CompartilheLançamento
30/08/2018

Farroupilha, RS – A Ford Caminhões apresentou na quinta-feira, 30, o sétimo integrante da linha Cargo Torqshift, o caminhão 3031 versão 8x2.  O veículo é fruto de ciclo de investimento iniciado em 2012 e, desde 2016, veio sendo desenvolvido para o mercado brasileiro e dos demais países da América do Sul, sobretudo o Chile.

 

A empresa inseriu a nova versão na linha de produção da fábrica de São Bernardo do Campo, SP, em fevereiro. Um pequeno lote foi produzido e, as unidades, enviadas para testes em grandes clientes -- como a Ambev, que fechou recentemente a compra de trinta unidades. Em agosto a Ford iniciou a produção regular da versão 8x2 do 3031, com início de vendas planejado para setembro.

 

A versão chega para atender a nicho de mercado considerado pela Ford promissor nos próximos anos, que é o de transporte de cargas feitas em veículos de chassi rígido. A empresa projeta crescimento de 20% nas vendas de caminhões do segmento este ano, na comparação com o ano passado, coisa de 40,7 mil unidades até dezembro, pouco mais, pouco menos. Em agosto a expectativa é a de que o mercado tenha vendido volume acima de 7 mil unidades.

 

De acordo com seu diretor de vendas e marketing, Oswaldo Ramos, o crescimento projetado foi construído em função das demandas do agronegócio. Ele também destacou "o sucesso" do modelo 8x2 no transporte de outros produtos: “Recebemos pedidos para aplicação de transporte em tanques, cargas frigoríficas e carga seca”.

 

O desenvolvimento teve como guia o que Ramos denominou como a nova necessidade dos clientes nessas áreas. Isso fez com que a equipe de engenharia acrescentasse novos elementos ao veículo, cujo powertrain e cabine são os mesmos dos irmãos da linha Torqshift. Dentre as principais novidades estão o segundo eixo estercível e motor com maior potência:

 

“Com esse elemento conseguimos aumentar a capacidade de carga do modelo o que, na prática, significa que podemos oferecer um veículo semipesado que tenha uma relação custo-benefício mais competitiva e sem superdimensionar o veículo à demanda do cliente”.

 

O 3031 8x2 é homologado para transportar 29 toneladas e tem capacidade técnica para mais, para 30 toneladas. Com o aumento da capacidade de carga surgiu a necessidade de um novo motor. No caso, o Cummins ISB 6.7, de 7 litros e 306 cv.

 

O projeto valorizou, segundo a empresa, a manutenção mais barata. Para isso os engenheiros optaram por maximizar o número de componentes padrão, ou seja, aqueles que são encontrados no mercado com maior facilidade. Um novo sistema pneumático foi instalado para permitir a suspensão do segundo eixo direcional. Freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem, o EBD, também integram o veículo.

 

Mas o que é tratado como grande novidade pela empresa é o câmbio automatizado de dez marchas fornecido pela Eaton. Ele é considerado "um trunfo no planejamento comercial traçado para o 3031 8x2", disse Ramos: “Inserimos este modelo no contexto da automatização, tendência que vem crescendo no segmento de semipesados. Como é um veículo de apelo baseado no custo e otimização da operação do cliente, oferecer uma versão do modelo equipada com câmbio automatizado foi fundamental”.

 

A versão equipada com câmbio manual, de nove marchas, está no portfólio porque há frotistas que ainda se mostram resistentes à nova tecnologia de transmissão: “Dos pedidos que já recebemos deste modelo 80% dos vendidos foram da versão automatizada. Os 20% são clientes que ainda têm frota composta por caminhões equipados com câmbio manual, e é natural que haja um tempo de assimilação do que é novo”.

 

Outras fabricantes também apostaram na aplicação de transmissão automatizada no segmento. A Iveco, por exemplo, tem uma versão do Tector com este tipo de transmissão. A empresa projetou, no ano passado, que até o fim de 2019 uma fatia de 80% da frota brasileira será composta por veículos com câmbio automatizado. Neste sentido a Ford expandirá para outras versões a caixa  automatizada até dezembro.

 

Foto: Divulgação.