Vida longa ao Fox

Imagem ilustrativa da notícia: Vida longa ao Fox

São Paulo – Há algumas semanas a direção da fábrica da Volkswagen em São José dos Pinhais, PR, recebeu ordem no mínimo curiosa: ampliar a produção do Fox, produzido ali desde 2003 e que completa, este ano, 15 anos no mercado. O argumento do presidente Pablo di Si mata a curiosidade: “Os concessionários nos pedem mais Fox. Simplificamos o portfólio, oferecendo menos versões e opções de cores, e mesmo assim o consumidor continua procurando o modelo”.

 

A linha Fox 2019, lançada no fim de junho, é composta pelas versões Connect, com opção de transmissão manual e automatizada, e Xtreme, somente manual. Movidas pelo motor 1,6 litro de 101 cv, têm preços de R$ 49 mil 990 a R$ 54 mil 490.

 

De janeiro a agosto foram vendidas 25,7 mil unidades do hatch. Embora represente recuo de 13,7% com relação ao mesmo período do ano passado, trata-se de um volume considerável – superior, inclusive, às vendas totais de algumas marcas tradicionais do mercado brasileiro.

 

Lançado em 2003 o Fox teve apenas uma geração, que passou por diversos facelifts, o último em 2014. Com a entrada do T-Cross – SUV compacto que a Volkswagen colocará no mercado a partir do segundo trimestre do ano que vem – nas linhas de São José dos Pinhais esperava-se que a produção do modelo fosse descontinuada, o que Di Si não confirmou e nem negou.

 

Se depender da vontade do consumidor a expectativa é de vida longa ao Fox no mercado brasileiro.

 

Foto: Divulgação.