Concessionárias poderão abrir as portas em todos os domingos

Imagem ilustrativa da notícia: Concessionárias poderão abrir as portas em todos os domingos

São Paulo – Está em vigor, desde 30 de abril, a medida provisória 881, "que estabelece normas de proteção à livre iniciativa no mercado". A MP ainda rodará pelo Congresso, em Brasília, DF, para tornar-se lei, mas um setor da economia, o de venda de veículos ao varejo, comemorou muito: as concessionárias poderão abrir suas portas em todos os domingos, expediente que até então era proibido em alguns estados.

 

O pleito era antigo dos donos de concessionárias e criou expectativas no setor a respeito de potenciais novas vagas de emprego, tão logo a MP foi sancionada. Segundo Octávio Leite Vallejo, diretor superintendente do Sincodiv SP, o Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos no Estado de São Paulo, o setor está animado com a expectativa de criação de empregos e de maior volume de vendas, pois haverá quatro dias a mais para isto por mês:

 

“Este é o primeiro grande passo. Nas sociedades modernas as pessoas utilizam os fins de semana para pesquisar e comprar novos veículos. É importante ressaltar que o texto, agora, precisa tornar-se lei, e que esteja alinhado aos preceitos da lei trabalhista”.

 

Vallejo tocou no assunto porque este é considerado ponto sensível da MP. Não abrir os pontos de venda aos domingos, como acontecia antes em alguns estados, era uma forma de reduzir custos operacionais, uma vez que o expediente implicava obrigações trabalhistas, como pagamento de horas extras, adicional de fim de semana, dentre outros.

 

De todo modo, há entusiasmo em parte da rede de concessionários. O Grupo SHC, que representa a JAC Motors no País – e está em processo de recuperação judicial –, divulgou comunicado no qual informou a possibilidade de aumentar em 15% seu quadro de funcionários com o estabelecimento da MP 881, o que representaria por volta de 25 novas vagas – as quais já estariam abertas.

 

“Finalmente!”, afirmou Sergio Habib, presidente do grupo, quando tomou conhecimento da assinatura da medida provisória. O empresário justificou o aumento do número de vagas em sua rede com base na maior quantidade de dias disponíveis para expediente de vendas:

 

“É simples. Se eu abro as lojas 30 dias por mês, em vez de 26, eu preciso contratar mais gente. Tanto que a rede JAC está contratando desde já mais 25 vendedores para as lojas de todo o Brasil. E eu estimo um aumento de 10% a 12% nas nossas vendas só com essa medida”.

 

Habib projeta, ainda, 6 mil novos postos de trabalho em todo setor.

 

Será formada comissão mista, em 14 de junho, para analisar a viabilidade do texto como lei, antes de o documento seguir para aprovação, por votação, na Câmaras dos Deputados e no Senado.

 

Foto: Divulgação.