Garrett começará a produzir turbos para carros em 2020

Imagem ilustrativa da notícia: Garrett começará a produzir turbos para carros em 2020
CompartilheFornecedor
11/06/2019

São Paulo – A partir de 2020 a fábrica da Garrett em Guarulhos, SP, começará a produzir turbocompressores para equipar motores flex de automóveis, multiplicando o ritmo das linhas de montagem ali instaladas. Independente desde o ano passado, quando separou-se da Honeywell, a empresa investirá em máquinas com nível e tecnologia em linha com o que há em outras subsidiárias, em adequações nos prédios da unidade fabril e em treinamento e contratação de funcionários.

 

Mais informações, porém, o presidente e CEO Olivier Rabiller não revelou. Indagado sobre o número de contratações, afirmou que “são dados irrelevantes, como números, para vocês [jornalistas]. São relevantes para mim”. Tem o mesmo pensamento para valor de investimento, quantas novas linhas serão instaladas e o crescimento estimado da produção local nos próximos anos, dentre outros dados que se recusou a fornecer.

 

Rabiller, que está no Brasil esta semana para visitar clientes e rediscutir o plano de negócios com a subsidiária local, julga relevante o fato de que a Garrett está nacionalizando turbocompressores para automóveis, com diversos contratos já assinados e modelos que serão lançados no mercado.

 

“É uma grande mudança. Turbos podem melhorar o consumo de combustível de veículos em até 20%. É um grande fato ver companhias como a nossa investindo no Brasil. Não há um grande número de empresas, atualmente, trazendo novas linhas e contratando novos funcionários aqui. É uma boa história para o País. Se eu fornecer números a vocês fornecerei números que são relevantes, não apenas números para vocês colocarem em suas publicações (sic)”.

 

Os investimentos já estão sendo feitos em Guarulhos e algumas linhas começam a operar em 2020, outras em 2021 e mais em 2022. A companhia acredita em grande potencial de crescimento, uma vez que o volume de veículos com turbocompressores comercializados no Brasil ainda é pequeno e as novas regras de emissões exigirão soluções para reduzir o consumo – algo que pode ser feito com o sistema.

 

Há discussões também em curso com fornecedores. A ideia de Rabiller é localizar o quanto for possível da produção: “Nossos clientes vendem seus produtos em reais e, naturalmente, preferem comprar componentes na mesma moeda”.

 

Presente há mais de cinquenta anos no País a Garrett fornece turbos para veículos comerciais e picapes. Chegou a fornecer, no passado, para o Volkswagen Gol Turbo e para o Fiat Marea Turbo, mas a produção foi interrompida. Seus turbocompressores estão presentes em alguns modelos vendidos por aqui, como os BMW e Hyundai HB20, mas chegam com os motores importados.

 

Foto: Divulgação.