FCA quer mais tecnologias da indústria 4.0 no Brasil

Imagem ilustrativa da notícia: FCA quer mais tecnologias da indústria 4.0 no Brasil
CompartilheMontadora
29/07/2019

São Paulo, SP – A Fiat inaugurou no começo do mês seu WCC, World Class Center, como parte do investimento de R$ 8,4 bilhões anunciado para o País até 2024. O local será o grande responsável pelo desenvolvimento de novas tecnologias da indústria 4.0 que a companhia aplicará em suas fábricas no País e na região no futuro, de acordo com Marcelo Lima, um dos responsáveis pela criação do WCC: Este é o primeiro centro de excelência da FCA na América Latina e, daqui, sairão as novas tecnologias ligadas à indústria 4.0 que usaremos em nossas plantas no futuro”.

 

Segundo ele quinze tecnologias já foram desenvolvidas pelo WCC, mesmo antes de ser aberto, e foram incorporadas nas fábricas da FCA no Brasil, dentre elas o projeto Uber da Manutenção, que reduz o tempo que as máquinas ficam paradas quando apresentam algum problema:

 

“Usamos uma linguagem diferente no nome do projeto mas ele é muito importante, porque conecta as máquinas aos funcionários que fazem sua manutenção e, quando apresentam algum tipo de problema na operação, o funcionário que estiver mais perto da máquina é localizado e avisado para que se apresente no local que necessita manutenção e verifique o problema”.

 

A ergonomia dos postos de trabalho da fábrica também está sob estudo no WCC para que os funcionários tenham condições cada vez melhores -- em alguns casos os colaboradores estão usando exoesqueletos.

 

Imagem ilustrativa da notícia: FCA quer mais tecnologias da indústria 4.0 no Brasil

 

A equipe do WCC também trabalha com softwares importados para simular algumas áreas da fábrica onde a companhia pretende usar novas ferramentas de trabalho: “Queremos adotar o uso de um novo ferramental em algumas áreas de algumas unidades, porém, para isso, precisamos simular o uso antes de desenvolvê-los. E estamos fazendo isso no Virtual Lab, dentro do WCC”.

 

Os desenvolvimentos do WCC focarão áreas como sustentabilidade, qualidade dos processos e dos produtos e ferramental usado nas fábricas. Segundo Lima outros 81 projetos estão sendo testados: “Queremos amadurecer ideias e testar novas tecnologias para avaliar quais nós conseguiremos estabelecer nas fábricas. Depois disso separamos as escolhidas e começamos as provas de conceito, que simula a tecnologia sendo usada em escalas menores e, nesse estágio, temos 81 provas”.

 

A equipe de trabalho do WCC é composta por várias frentes: colaboradores da FCA, faculdades que têm parceria com a companhia para o desenvolvimento de novas tecnologias, assim como startups que são relevantes em seus segmentos de atuação e podem ajudar a montadora em seus desenvolvimentos.

 

O WCC foi construído dentro da fábrica de Betim, MG, em área de 2 mil m² e localizado perto da fase final de montagem dos automóveis, posição estratégica porque é onde a fábrica reúne a maior concentração de funcionários.

 

Fotos: Divulgação.