Máquinas representam 95% dos negócios da Expointer

Imagem ilustrativa da notícia: Máquinas representam 95% dos negócios da Expointer

Esteio, RS – Embora o foco principal da Expointer, feira do agronegócio realizada em Esteio, RS, até 1º de setembro, seja a pecuária, as vendas de máquinas agrícolas e de construção representam mais de 95% dos valores movimentados durante o evento. No ano passado, somaram pouco mais de R$ 2,3 bilhões em negócios – dos quais R$ 2,2 bilhões foram gerados no pavilhão de máquinas.

 

Os negócios gerados com animais – leilões, apresentações e julgamentos de ovelhas, bois e cavalos – ocupam a segunda posição: no ano passado movimentaram R$ 10,3 milhões. Na sequência aparece a agricultura familiar, responsável por R$ 4 milhões em negócios. O artesanato gerou R$ 1,2 milhão no evento de 2018.

 

No evento também existem diversos estandes que comercializam produtos ligados a animais, parque de diversão para crianças, área de alimentação e um setor de agricultura familiar – as famílias da região costumam tirar um dia para passar na feira e conhecer algumas novidades.

 

As grandes fabricantes de máquinas agrícolas e rodoviárias consideram o evento um bom termômetro para o ano seguinte. Rodrigo Junqueira, vice-presidente de vendas do Grupo AGCO para América do Sul, afirmou que os negócios são fechados mais para o fim da feira.

 

“Recebemos um grande volume de visitantes interessados em nossas máquinas e nas condições diferenciadas que estamos oferecendo no evento, mas grande parte dos negócios serão fechados de quarta a sexta-feira”.

 

Ricardo Nery, gerente regional de vendas da região Sul da JCB, que está no evento em parceria com um de seus distribuidores, a Motormac, revelou que a companhia projeta alta de dois dígitos nas vendas desse ano:

 

“Esperamos um aumento de, no mínimo, 10% com relação as vendas que registramos no evento do ano passado, mas essa expansão pode chegar em até 15%. Iniciamos diversas conversas nos primeiros dias da Expointer, mas o volume de negócios fechados ficou um pouco abaixo do esperado. Acredito que até a sexta-feira as vendas aumentem para que as projeções sejam atingidas”.

 

Segundo o gerente, muitos compradores esperam para fechar suas compras nos últimos dias do evento, depois de negociarem com mais de uma marca e encontrarem a melhor opção para o seu negócio e a empresa se baseia nesse movimento dos consumidores para projetar um aumento no número de contratos fechados nos últimos dias da Expointer.

 

Foto: Divulgação.