Gerdau tem queda de 30% na venda de aços especiais

Imagem ilustrativa da notícia: Gerdau tem queda de 30% na venda de aços especiais
Foto Jornalista Roberto Hunoff

Por Roberto Hunoff

CompartilheFornecedor
31/10/2019

Caxias do Sul, RS -- A redução nas exportações de veículos brasileiros para a Argentina influenciou o desempenho de produção e vendas de aços especiais pela Gerdau no terceiro trimestre do ano. A empresa ainda relaciona como fatores para a variação negativa a desconsolidação da operação na Índia e a menor demanda no setor de óleo e gás nos Estados Unidos.

 

De acordo com o relatório financeiro publicado esta semana a Operação de Negócios Aços Especiais, com unidades no Brasil e nos Estados Unidos, consolidou receita de R$ 1,6 bilhão no período de julho a setembro, com recuo de 29,7% sobre o mesmo período do ano passado e de 14% com relação ao segundo trimestre deste exercício. No acumulado de nove meses a receita líquida apurada foi de R$ 5,3 bilhões, redução de 14%.

 

A expectativa da diretoria para 2020, manifestada no relatório assinado pelo CEO, Gustavo Werneck, e pelo vice-presidente de finanças, Harley Scardielli, é de recuperação da indústria automotiva no Brasil. Nos Estados Unidos os executivos percebem sinais de reação do mercado de veículos e projetam a reposição de estoques de aços especiais.

 

A receita líquida total do grupo somou R$ 9,9 bilhões de julho a setembro, 23% a menos sobre o mesmo período do ano anterior em função do decréscimo de 17% dos volume vendido. A variação negativa é atribuída, principalmente, à venda de ativos e do enfraquecimento dos preços no mercado internacional. No acumulado do ano o valor total chega a R$ 30 bilhões, queda de 14,6% sobre igual período de 2018. A unidade de aços especiais tem participação de 17% no valores apurados.

 

Foto: Divulgação.