GM estuda criar cadastro positivo de motoristas

Imagem ilustrativa da notícia: GM estuda criar cadastro positivo de motoristas

São Paulo – Após introduzir a internet em seus veículos – começou pelo Chevrolet Cruze – a General Motors estuda promover outros serviços baseados em conexão móvel 4G. Não se trata, apenas, de geolocalização e de atendimento online: embora esteja ainda no no campo do estudo, a ideia é articular meios e formas para criar uma espécie de perfil de condução do motorista de seus veículos conectados. Assim, munido de informações a respeito da sua maneira de dirigir, o proprietário do veículo pode negociar valores mais competitivos na hora de fazer ou renovar o seguro.

 

"O preço do seguro, como é configurado hoje, leva em consideração os riscos envolvidos e há indicadores como idade, por exemplo, que elevam o preço final para o usuário", disse Rodrigo Fiocco, gerente de marketing. "Se de alguma forma ele puder mostrar às empresas que tem uma espécie de cadastro positivo, pode ser que pague menos por oferecer menores riscos."

 

Ele disse que a General Motors por ora conversa com algumas seguradoras para, eventualmente, criar um modelo de negócio que leve em consideração o perfil de direção do motorista de um Onix, por exemplo: "Tudo ainda está no campo da conversa, do estudo, mas é uma possibilidade real, uma vez que o veículo conectado fornece essas informações.

 

Algumas seguradoras já têm em sua oferta planos com alguma aderência à iniciativa da GM. A Liberty Seguros, por exemplo, criou o Programa Direção em Conta: alguns indicadores de condução do veículo são medidos e exibidos em aplicativo de celular. Eles geram um escore que varia de 0 a 100 pontos e, assim, descontos são concedidos. A HDI Seguros, outro exemplo, tem o AutoPerfil, que segue a mesma lógica considerando a rotina e os hábitos de utilização do veículo.

 

Foto: Divulgação.