David Powels foi pego de surpresa pelo Grupo VW?

Imagem ilustrativa da notícia: David Powels foi pego de surpresa pelo Grupo VW?
CompartilheMontadora
09/10/2017

A dança das cadeiras em dois importantes mercados para o Grupo Volkswagen [China e SAM] talvez tenha sido uma surpresa até para David Powels. Há três semanas, estivemos com ele para a entrevista Perspectivas 2018 e ficou evidente que o executivo dava sinais de sua despedida. “Nunca trabalhei tanto como nesses quase três anos. Mas essa transição em 10 campos de atuação para uma Nova Volkswagen me enche de orgulho. Estou energizado para enfrentar qualquer desafio”.

 

A Nova Volkswagen, uma estratégia preparada e liderada por Powels ao assumir a VW do Brasil em 2015, ainda está “no meio do caminho”, conforme ele definiu em nossa última entrevista antes do anúncio de suas novas funções como um dos responsáveis pelo posicionamento da fabricante no maior mercado do mundo. A parceria SAIC-VW, vende 2 milhões de veículos na China.

 

Ainda é muito cedo para saber as razões do Grupo VW ao designar David Powels para essa nova missão. Certamente seu trabalho no Brasil pode ter influenciado de forma positiva na decisão dessa mudança, feita de maneira não usual, já que a troca de executivos geralmente respeitam o prazo dos contratos o que, ao menos pelo o que se sabe, não é o caso de Powels [que completaria três anos no Brasil em janeiro de 2018], tampouco de Di Si – que está há apenas um ano e seis meses à frente da VW Argentina.

 

Legado – Desde que passou a ter a responsabilidade pela Região SAM – que engloba 29 países na América Latina, América Central e Caribe –, em outubro de 2016, Powels levou a filosofia de trabalho iniciado no Brasil para a região, com objetivo de organizar as relações com parceiros, funcionários e clientes, e aumentar a participação da VW. 

 

Em oito meses as exportações a partir do Brasil aumentaram 63%, segundo o executivo. O processo de renovação do portfólio de produtos, com 20 lançamentos até 2020, começando com o lançamento do Novo Polo e a introdução da plataforma MQB, que será a base de produção de novos veículos na região pretende levar a VW à liderança dos mercados da região SAM até 2025.

 

A Nova Volkswagen deixada por Powels será uma “marca voltada às pessoas e aos clientes, oferecendo tecnologias inovadoras em todos os segmentos, produtos desejados, mais eficiente e ágil”. Agora passa a ser uma atribuição de Di Si, que não à toa é fluente em português e, obviamente, em espanhol.

 

Foto: Divulgação