Sindicato leva a questão Ford ao governo federal

Imagem ilustrativa da notícia: Sindicato leva a questão Ford ao governo federal

São Paulo - O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wagner Santana, o Wagnão, viajou a Brasília, DF,  na manhã da sexta-feira, 1, para reunir-se com o vice-presidente da República general Hamílton Mourão, na busca de reverter a decisão tomada pela Ford de fechar a fábrica do bairro do Taboão, em São Bernardo do Campo, SP.

 

Wagnão disse que foi bem recebido pelo vice-presidente, que se comprometeu a levar o assunto para discussão interna no governo. Depois disso outra reunião será marcada com o sindicalista.

 

"Apresentei alguns números do impacto que as demissões causarão nos gastos públicos e em toda a cadeia automotiva", disse Wagnão, que retornou a  São Paulo à tarde a tempo de participar de reunião com o governador do Estado, João Dória, cuja pauta é, também, a busca por uma solução para o fechamento da unidade.

 

Na próxima quinrta-feira, 7, o presidente do sindicato viajará aos Estados Unidos e participará de reunião na matriz da empresa, em Dearborn: "A única expectativa possível é que essa decisão seja revertida".

 

Manifestações dos trabalhadores também estão previstas para o dia 7, em São Bernardo, e no dia 12 haverá uma assembleia em uma das portarias da fábrica.

 

Foto: Divulgação.