Honda Fit tem novo visual e mais equipamentos de segurança

Imagem ilustrativa da notícia: Honda Fit tem novo visual e mais equipamentos de segurança
CompartilheLançamento
14/09/2017

Um dos modelos mais importantes da Honda o Fit passou por reformulação estética e por banho de equipamentos para a sua versão 2018. As alterações de meia vida deixaram o visual mais moderno, o consumidor mais seguro e os preços – ah!, os preços ficaram um pouco mais salgados: à exceção da versão de entrada, DX, com câmbio manual, que parte de R$ 57,8 mil e vende pouco, todas as outras tiveram reajustes para cima.

 

Mas o consumidor ganha uma série de benefícios, como o sistema VSA, Vehicle Stability Assist, que reúne a sopa de letrinhas ABS, EBD ou distribuição de frenagem, BA ou assistência de frenagem e MA-EPS, que auxilia o motorista no controle da direção em situações de baixa aderência ou em curvas. Além disso, o que já não é pouco, o Fit passa a contar de série, e em todas as versões, com o auxílio de partida em aclive e com alerta de frenagem de emergência.

 

O visual ficou moderno e harmonioso com novos conjuntos de faróis e lanternas e uma nova grade frontal, tudo conversando muito bem do ponto de vista estético. Destaque para as luzes de led diurnas, novidade no modelo. Na versão topo da linha, EXL, todo o sistema de iluminação dianteiro está integrado aos faróis full led.

A traseira foi dotada de novo formato do pára-choque, mais saliente, para proteger a tampa de amassados – uma reclamação recorrente dos clientes do Fit –, e as lanternas adotaram as lâmpadas led. Mais uma vez o visual ficou harmonioso e diferente.

Mesmo que todas as versões venham de série com ar-condicionado, direção elétrica, dentre outros itens comuns no segmento, apenas o feliz comprador da versão EXL terá o que a Honda oferece de melhor no Fit: uma central multimídia com tela de 7 polegadas sensível ao toque com navegador e conectividade dos smartphones pelos sistemas Apple CarPlay e Android Auto.

 

Além disso as versões EX e EXL trazem como novidade o sistema de ar condicionado digital automático, com painel touchscreen para regulagem de temperatura e intensidade.

 

Não há novidades na motorização do Fit 2018: continua o motor 1.5 i-VTEC FlexOne, com controle variável e sincronização e abertura de válvulas de 116 cv com etanol e 115 cv consumindo gasolina.

 

As vendas começam ainda este mês e o consumidor pagará R$ 68,7 mil na versão Personal – opção para clientes que se beneficiam de alguma isenção fiscal –, R$ 70,1 mil para a versão LX, R$ 75,6 mil no Fit EX e R$ 80,9 mil na EXL, todas equipadas com transmissão CVT. O aumento de preço dessas versões ficou de 2,4% a 8,7% na comparação com as mesmas opções vendidas até agora.

E um pormenor: esses preços valem apenas para uma opção de cor, a Branco Tafetá, sólida. Para pinturas metálicas o cliente terá que desembolsar mais R$ 900, e mais R$ 1 mil 290 para cores especiais.

 

Fotos: Divulgação