Iveco apresenta Daily Life

Imagem ilustrativa da notícia: Iveco apresenta Daily Life

Com foco na inclusão de pessoas com deficiência e de mobilidade reduzida, a Iveco Bus mostrou a Daily Life, uma van conceito com poltrona móvel para o motorista, acionada por controle remoto que, quando acionado, traz a poltrona para fora da van para que a pessoa se sente no banco. Depois basta acionar novamente o controle para que seja levada até a posição de dirigir.

 

O veículo foi mostrado pela primeira vez ao público durante a segunda edição do Iveco Bus Experience, em Sete Lagoas, MG, na terça-feira, 7.

 

A Daily Life usa a base da Elevittá, com a mesma tecnologia do motorista para até três passageiros com mobilidade reduzida, mas é ainda mais moderna pois usa dispositivos auxiliares para que pessoas com deficiência consigam dirigir, como a adaptação do acelerador e da embreagem para acionamento com as mãos, desenvolvidos pela Kivi Brasil em parceira com a Iveco.

 

Com esse projeto a empresa acredita que será possível inaugurar um posto de trabalho inédito no País, o de motorista comercial para pessoas com algum tipo de deficiência e limitação de mobilidade. Gustavo Serizawa, gerente de marketing da Iveco Bus na América Latina, falou sobre o custo de desenvolvimento do projeto: “Na comparação com a Daily Elevittá a adaptação mais simples para a Life aumenta o custo de produção em 10%, mas para cada pessoa é preciso fazer uma adaptação diferente. Por isso é difícil cravar esse aumento, mas nós esperamos que a média do projeto fique de 20% a 30% mais cara”.

 

Mercado – Apesar da crise que atingiu o mercado nos últimos anos a Iveco conseguiu aumentar suas vendas em mais de 60% no ano passado e, de janeiro a setembro, viu esse volume crescer 41,2%, com 922 unidades emplacadas, contra 650 no mesmo período de 2016.

 

Segundo os dados da Fenabrave a empresa tem 8,8% de participação do mercado de ônibus no acumulado do ano, contra 6,92% em 2016, e não espera crescer muito mais este ano: “Esperamos que nossas vendas sigam a média do ano e que nossa participação fique em torno do que conquistamos até agora”.

 

Para 2018 a Iveco acredita que o setor de ônibus crescerá dois dígitos, mas com uma base de comparação baixa.

 

Foto: Divulgação