Mahle vende participação em fabricante de front-end

Imagem ilustrativa da notícia: Mahle vende participação em fabricante de front-end

A Mahle saiu do negócio que mantinha em parceria com as sistemistas Plastic Omnium e Hella na produção de front-ends para veículos, a joint-venture HBPO: vendeu sua participação de 33,33% para a Plastic Omnium, que passa a ser majoritária com 66% de participação no capital. O negócio foi fechado, no fim de março, por 350 milhões de euro.

 

A HBPO tem 2,2 mil funcionários e opera na produção de componentes que formam o conjunto frontal dos veículos: viga amortecedora, iluminação e sistemas de arrefecimento do motor e grade do radiador. Sua produção anual é, em média, de 6 milhões de conjuntos montados em 26 fábricas. Em 2017 registrou receita de 2 bilhões de euro e a projeção para 2021 é de que o volume seja 50% maior, ou seja, 3 bilhões de euro.

 

A empresa chegou a manter escritório no Brasil para prospectar clientes, mas com a queda do mercado interno de veículos, foi fechado no fim do ano passado.

 

Não foram divulgados pelas empresas os pormenores que culminaram no fechamento da negociação. A Plastic Omnium informou, por meio de comunicado, que o aumento da participação no negócio “acelerará o desenvolvimento de produtos modulares inteligentes para carros autônomos e conectados”.

 

A Plastic Omnium fechou, em 2016, acordo para a compra da divisão de front-end da Faurecia, que mantém produção no País nos mercados de OEM e reposição. O negócio firmado foi de 665 milhões de euro e ajudou o Grupo Faurecia a quitar dívidas.

 

Na Europa a HBPO atende a clientes como Audi, BMW, Kia, Mercedes-Benz, Porsche e Volkwagen. O negócio ainda está sob exame de autoridades fiscais europeias à espera de aprovação.

 

Foto: Reprodução.