MWM espera crescimento de 40%

Imagem ilustrativa da notícia: MWM espera crescimento de 40%

A MWM comemora 65 anos de Brasil este mês com a marca de 4,3 milhões de motores produzidos e planos ambiciosos para o ano, de acordo com o seu diretor Thomas Puschel: serão lançados motores para trinta novas aplicações, que estarão disponíveis, também, para exportação. Mais: espera que, com a recuperação do mercado, seu crescimento no ano seja de 40%, chegando à produção de 35 mil motores.

 

“Nosso foco nas exportações e em novas aplicações na Argentina também será responsável pelo crescimento que esperamos. Essa projeção reforça o momento importante que a MWM está vivendo.”

 

Parte da produção esperada para este ano será embarcada para 45 países e utilizada por mais de duzentos clientes: “Os países para os quais mais exportamos são México, Argentina, Espanha, Egito, Coréia do Sul e África do Sul. Os Estados Unidos também importam blocos e cabeçotes”.

 

Mesmo com crescimento de 40% projetado para o ano o volume de produção ainda ficará bem abaixo da capacidade da MWM no Brasil, que é de 110 mil unidades por ano, e Puschel observou que se espera pela retomada maior do mercado para diminuir essa capacidade ociosa:

 

“Estamos visitando alguns clientes e confirmando os volumes que serão encomendados ao longo do ano para que possamos ter certeza de quanto precisaremos produzir e, com base nesses volumes percebemos que a retomada está aquecida. Hoje temos 1,3 mil funcionários e com esse número conseguiremos apoiar o crescimento esperado. Mas, caso a retomada do mercado ganhe mais força, que é o que esperamos, contrataremos mais gente”.

 

Foco no mercado de reposição

 

Dos seus 4,3 milhões de motores produzidos no Brasil a MWM acredita que 2,1 milhões ainda estejam circulando por aqui e, com isso, a empresa mantém foco muito grande no mercado de reposição: “Com o grande número de motores da MWM que circulam no Brasil preparamos uma rede para o mercado de reposição com 530 pontos de atendimento. Somos uma das maiores redes de autopeças do mercado brasileiro e isso fortalece bastante a nossa marca”.

 

A MWM projeta um crescimento de 10% a 12% para o seu segmento de peças.

 

Projeções para o mercado

 

Na produção de caminhões, este ano, a empresa espera crescimento próximo de 13%, chegando a 94 mil unidades na comparação com o ano passado. Para a de ônibus a projeção esperada é de 26 mil unidades, alta de 26% na mesma base de comparação.

 

E para a produção de tratores o crescimento esperado é de 7%, chegando a 46,9 mil unidades.

 

Foto: Divulgação